quarta-feira, 30 de março de 2011

Bolo Nega Maluca - vamos rir um pouquinho?


Uma senhora entra numa confeitaria e pede ao balconista um bolo ''Nêga Maluca''. O balconista diz à cliente que usar o nome "nêga maluca", hoje em dia, pode dar cadeia, DEVIDO A:

- Lei Affonso Arinos;

- Lei Eusébio de Queiroz;

- Artigo Quinto da Constituição;

- Código Penal;

- Código Civil;

- Código do Consumidor;

- Código Comercial;

- Código de Ética;

- Moral e Bons Costumes,

- Além da Lei 'Maria da Penha'...



- Então, meu filho, como peço essa torta?

-" Torta afro-descendente com transtorno psiquiátrico."

Espiritualidade

Pessoas, Eu, mais o Erick (meu filho), mais o Ananda Jyothi e mais meu amigo Marcio de Iansã, fizemos parte deste projeto maravilhoso da cultura !!!!! prestigiemos !!!!!!!




 

Celebração aos 4 sentidos !!!!!!

Sem palavras.....

Quero saber......

The Invitation, inspirado por Sonhador da Montanha Oriah,

Ancião índio norte americano, maio de 1994.

Não me interessa saber o que você faz para ganhar a vida.

Quero saber o que você deseja ardentemente, se ousa sonhar em atender aquilo pelo qual seu coração anseia.

Não me interessa saber a sua idade.

Quero saber se você se arriscará a parecer um tolo por amor, por sonhos, pela aventura de estar vivo.

Não me interessa saber que planetas estão em quadratura com sua lua.

Quero saber se tocou o âmago de sua dor, se as traições da vida o abriram ou se você se tornou murcho e fechado por medo de mais dor!
 Quero saber se pode suportar a dor, minha ou sua, sem procurar escondê-la, reprimi-la ou narcotizá-la.

Quero saber se você pode aceitar alegria, minha ou sua; se pode dançar com abandono e deixar que o êxtase o domine até as pontas dos dedos das mãos e dos pés, sem nos dizer para termos cautela, sermos realistas, ou nos lembrarmos das limitações de sermos humanos.

Não me interessa se a história que me conta é a verdade.

Quero saber se consegue desapontar outra pessoa para ser autêntico consigo mesmo, se pode suportar a acusação de traição e não trair a sua alma.

Quero saber se você pode ver a beleza mesmo que ela não seja bonita todos os dias, e se pode buscar a origem de sua vida na presença de Deus.
 Quero saber se você pode viver o fracasso, seu e meu, e ainda, à margem de um lago, gritar para a lua prateada: “Posso!”

Não me interessa onde você mora ou quanto dinheiro tem.

Quero saber se pode levantar-se após uma noite de sofrimento e desespero, cansado, ferido até os ossos, e fazer o que tem de ser feito pelos filhos.

Não me interessa saber quem você é e como veio parar aqui.

Quero saber se você ficará comigo no centro do incêndio e não se acovardará.

Não me interessa saber onde, o quê, ou com quem você estudou.

Quero saber o que o sustenta a partir de dentro, quando tudo mais desmorona.

Quero saber se consegue ficar sozinho consigo mesmo e se, realmente, gosta da companhia que tem nos momentos vazios.

Mandalas....


Andréa Filomena é Dasa de nosso Mandalam.
Linda, sensível, claro, só assim poderia ter esta sensibilidade tamanha....
Lindo trabalho !!!!!!
Vale muito termos em nossos lares alguns exemplares !
O problema é, qual escolher ??????
Apenas uma amostra !!!!!

Babys, Babys, Babys....


Essa eu recomendo !!!!!
Tudo de bommmmm !!!!!!!!
Tatiana tbm é "Dasa" do nosso Instituto de Yoga "Suddha Dharma Mandalam"....
Vamos prestigiar !!!!!
Parabéns Tati por mais este trabalho, que tenho certeza já é um SUCESSO !!!!!!









Ashram "Sarva Mangalam" - Calendário das atividades do mês de Abril

segunda-feira, 21 de março de 2011

Oração de Perdão

"Mensagem inspirada por Cristina Cairo, num momento de perdão"

Faça esta oração à noite, antes de dormir, para seu inconsciente absorvê-la totalmente.
Atenção: Visualize o rosto da pessoa que você precisa perdoar, ou ser perdoado(a) por ela, e diga cada palavra, do fundo do coração.
Chamando-o(a) pelo nome apenas no início da Oração.






Eu perdôo você, por favor, me perdoe.


Você nunca teve culpa,


Eu também nunca tive culpa,


Eu perdôo você, me perdoe, por favor.


A vida nos ensina através das discórdias...


e eu aprendi a lhe amar e a deixá-lo(a) ir de minha mente.


Você precisa viver suas próprias lições e eu também.


Eu perdôo você... me perdoe em nome de Deus.


Agora, vá ser feliz, para que eu seja também.


Que Deus te proteja e perdoe os nossos mundos.


As mágoas desapareceram de meu coração e só há Luz e Paz em minha vida.


Quero você alegre, sorrindo, onde quer que você esteja...


É tão bom soltar, parar de resistir e deixar fluir novos sentimentos!


Eu perdoei você do fundo de minha alma, porque sei que você nunca fez nada por mal e sim porque acreditou que era a melhor maneira de ser feliz...


Me perdoe por ter nutrido ódio e mágoa por tanto tempo em meu coração. Eu não sabia como era bom perdoar e soltar; eu não sabia como era bom deixar ir o que nunca me pertenceu.


Agora sei que só podemos ser felizes quando soltamos as vidas, para que sigam seus próprios sonhos e seus próprios erros.


Não quero mais controlar nada, nem ninguém. Por isso, peço que me perdoe e me solte também, para que seu coração se encha de amor, assim como o meu.


Muito obrigada!

Barack Obama e Dilma Roussef




Não tenho muito o que falar...


Só que gostei muito !!!! muito mesmo.....

Politicamente correto, simpático, socialmente correto....

Não poderia deixar passar em branco!

Sou apolítica, porém não sou alienada.

Vejo tantas manifestações contrárias a tudo que é inevitável e percebo como ainda o ser humano não apreendeu a viver de forma mais fácil, é uma pena !

Isto no caso da nossa Presidenta Dilma, Obama fez até elogius a ela que acredito serem verdadeiros, afinal ele é que entende de política, não é mesmo?

Bem, fica aqui o meu “Parabéns”, a todos os envolvidos nesta questão, dos de lá e dos de cá.

Brasil, brasileiro, Terra de nosso Senhor, Brasil, Brasil !!!!!

sábado, 19 de março de 2011

Imaginação vale tudo !!!!

PS: Eu sempre falo que a imaginaçao vale 90% de nossa capacidade mental !
      No Suddha Raja Yoga (meditação) ou Laya Yoga (cura) também !!!!!
      Maga,



Prova de Química - Olha a resposta! ... Imperdível !!!

Pergunta feita pelo Professor Fernando, da matéria Termodinâmica, no curso de Engenharia Química da FATEC em sua prova final.

Este Professor é conhecido por fazer perguntas do tipo 'Por que os aviões voam?'

Nos últimos exames, sua única questão nesta prova para a turma foi:

'O inferno é exotérmico ou endotérmico? Justifique sua resposta'

Vários alunos justificaram suas opiniões baseados na Lei de Boyle ou em alguma variante da mesma.

(*)Um aluno, entretanto, escreveu o seguinte:

Primeiramente, postulemos que o inferno exista e que esse é o lugar para onde vão algumas almas.

Agora postulemos que as almas existem; assim elas devem ter alguma massa e ocupam algum volume.
Então um conjunto de almas também tem massa e também ocupa um certo volume.

Então, a que taxa as almas estão se movendo para fora e a que taxa elas estão se movendo para dentro do inferno?

Podemos assumir seguramente que, uma vez que certa alma entra no inferno ela nunca mais sai de lá.
 Logo, não há almas saindo.

Para as almas que entram no inferno, vamos dar uma olhada nas diferentes religiões que existem no mundo e no que pregam algumas delas hoje em dia.

Algumas dessas religiões pregam que se você não pertencer a ela, você vai para o inferno....

Se você descumprir algum dos 10 mandamentos ou se desagradar a Deus, você vai para o inferno.

Como há mais de uma religião desse tipo e as pessoas não possuem duas religiões, podemos projetar que todas as almas vão para o inferno.

A experiência mostra que poucos acatam os mandamentos.

Com as taxas de natalidade e mortalidade do jeito que estão, podemos esperar um crescimento exponencial das almas no inferno. Agora vamos olhar a taxa de mudança de volume no inferno.

A Lei de Boyle diz que para a temperatura e a pressão no inferno serem as mesmas, a

relação entre a massa das almas e o volume do inferno deve ser constante.

Existem, então, duas opções:

1) Se o inferno se expandir numa taxa menor do que a taxa com que as almas entram, então a temperatura e a pressão no inferno vão aumentar até ele explodir, portanto EXOTÉRMICO.

2) Se o inferno estiver se expandindo numa taxa maior do que a entrada de almas, então a temperatura e a pressão irão baixar até que o inferno se congele, portanto ENDOTÉRMICO.

Se nós aceitarmos o que a menina mais gostosa da FATEC me disse no primeiro ano: 'Só irei pra cama com você no dia que o inferno congelar' e, levando-se em conta que AINDA NÃO obtive sucesso na tentativa de ter relações amorosas com ela, então a opção 2 não é verdadeira. Por isso, o inferno é exotérmico.'

(*) O aluno Thiago Faria Lima tirou o único 10 da turma.

CONCLUSÕES:


1) 'A mente que se abre a uma nova ideia jamais volta ao seu tamanho original.' (Albert Einstein)


2) 'A imaginação é muito mais importante que o conhecimento.' (Albert Einstein)


3) 'Um raciocínio lógico leva você de A a B. Imaginação leva você a qualquer lugar que você quiser.' (Albert. Einstein)

quarta-feira, 16 de março de 2011

Maior lua cheia em 20 anos, no próximo sábado

As informações foram retiradas do Blog Construviver.


Foto tirada pelo Erick na Índia


 Estamos prestes a visualizar a maior lua cheia das duas últimas décadas.
No próximo sábado, dia 19 de março, esse satélite natural vai chegar ao ponto mais próximo da Terra.
Ou seja, a lua cheia vai aparecer mais exuberante do que o usual na noite quando ela atingir o ponto máximo de um ciclo, conhecido como ‘Perigeu Lunar’.


A distância será de 221,567 milhas da órbita –mais próxima do nosso planeta desde 1992.
A lua cheia poderá aparecer no céu 14% maior e 30% mais luminosa, especialmente quando nascer no horizonte do oriente ao pôr-do-sol ou em condições atmosféricas bem favoráveis.


Superlua - Muito se tem escrito sobre a influência do astro e do fenômeno Superlua na ocorrência de grandes catástrofes naturais. Um fenômeno que a ciência desmistifica.


Contudo, são várias as notícias apocalípticas que têm vindo a circular nas últimas semanas na internet sobre a possibilidade de ocorrerem graves catástrofes naturais uma semana antes e uma semana depois do dia 19 de março.


Afirma-se que o fenômeno estaria conectado com fenômenos geológicos - como os terremotos, vulcões e tsunamis.
 A última vez que a lua passou tão próxima da Terra foi no dia 10 de janeiro de 2005, nos dias próximos dos terremotos na Indonésia que registrou 9.0 na escala Richter.


O furacão Katrina em 2005 também foi associado com a lua cheia incomum.


Previsões de ‘supermoons’ aconteceram em 1955, 1974 e 1992 – cada um destes anos tivemos a experiência de fortes manifestações climáticas.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Site:"Ciência Hoje":

Uma ‘Super Lua’ como não se via há 18 anos


Perigeu Lunar não teve influência no terramoto do Japão

Lua mais próxima da Terra, no próximo sábado.

(Cortesia Nasa)A lua cheia vai estar mais perto da Terra no próximo sábado, iluminando o céu a uma distância de apenas 356 574 quilómetros.
 Já não se aproximava assim do nosso planeta há 18 anos, estando 6530 quilómetros mais perto do que é habitual. A influência do satélite natural da Terra irá sentir-se essencialmente nas marés.

Há quem lhe chame de “Super Lua” e o fenómeno acontece quando está mais perto do que é normal, dentro da sua órbita, e quando ao mesmo tempo é Lua cheia.
Vai chegar ao ponto mais próximo da Terra, ou seja, vai aparecer mais exuberante à noite quando atingir o ponto máximo de um ciclo, conhecido como ‘Perigeu Lunar’.

Os investigadores, sismólogos e vulcanologistas, negam que possa ter consequências no balanço interno da Terra e ainda, segundo o Centro de Investigação Geológica (CIG) dos Estados Unidos, não teve qualquer relação com o terramoto que devastou o Japão.

No entanto, existe uma relação entre as fases da lua cheia e nova e as actividades sísmicas, já que a força da maré vai para além do normal, sob a influência do alinhamento da lua com o sol, e consequentemente aumentando a pressão sobre as placas tectónicas.

O CIG acrescenta que não seria o caso deste sismo, tendo em conta que aconteceu num período de fracas marés e o facto de ter ocorrido uma semana antes da "Super Lua" foi apenas uma coincidência.
 O deslocamento das placas vai-se formando ao longo de centenas de anos, descartando assim a possibilidade de ligação entre os fenómenos.

A variação da lua acontece por ela girar, na sua órbita, de maneira elíptica e não circular.
 O acontecimento do próximo sábado deve elevar a cinco por cento a força gravitacional entre o satélite lunar e o planeta, mas será imperceptível e não vai provocar grandes mudanças na Terra.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------


Minha opinião pessoal:

Já ouvi falar tantas coisas até hoje em minha vida que, prefiro vivenciar esta Lua, como viviencio todas as outras !!!!!! kkkkkkkkk
Todos os meses comemoro a Lua Cheia com um ritual específico chamado "Purnima Puja"!
Independentemente de qualquer outra coisa, venha comemorar conosco esta Lua, ás 18hs no Ashram "Sarva Mangalam" do SDM.
Rua Coriolano, 169, Pompéia, tel: 3862 7321
Entrada humanitária !!!!! 1 kg de alimento !!!!!
ESSA EU GARANTO QUE SERÁ REAL !!!!!!

Maga,

PS: É dia 19 e são 21:15hs...como eu disse,  melhor me garantir com áquilo que sempre foi certeiro !!!!!
      kkkkkkkkkkkkkkk
      A Lua entrou ás 15:11hs e até agora.......nuvens.....

segunda-feira, 14 de março de 2011

10 anos de Espiritualidade - revista "Sexto Sentido" - comemoração de 10 anos.......

Para saber o que mudou em 10 anos de Sexto Sentido nas bancas, entrevistamos espiritualistas, professores, mestres que ao longo desta jornada estiveram em nossas páginas.
E uma parte destas entrevistas foi colocada em nossas páginas impressas, o restante você lê a seguir.







Claúdio Duarte


O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Como em nenhum momento, em nenhum instante me afastei do caminho espiritual - mesmo pagando um certo onus por isto - o resultado foi muito bom, muito promissos e muito positivo.




Carmem Balhestero


E quanto ao universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses 10 anos?


Sem muitas novidades no Universo Místico, as Mensagens principais dos Mestres são as mesmas de sempre - a PAX existe há 25 anos e as principais metas e diretrizes continuam sendo : a Verdade, Integridade, Humildade, o Respeito aos Valores Humanos, e servir como exemplo aos outros.
O mundo que vivemos é puro reflexo de nossas energias e atitudes.
Todas as canalizações dos Mestres visam o bem comum, ensinam o amor incondicional e sugerem que cada um é responsável por criar a Paz Planetária através dos pensamentos, atitudes e escolhas diárias.




O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Cada vez mais sinto a importância de sermos espelhos da nossa alma e vivenciarmos somente o que nos traz alegria e abundância.
 A aceleração do tempo e as diferentes frequências de energia têm nos proporcionado mudanças drásticas e momentos de re-avaliação.
 A telepatia e outras faculdades que ativam nossa percepção extra sensorial estão cada vez mais presentes para que todos possam vislumbrar o Poder Interno.
 Me sinto mais confortável em excercer a Espiritualidade hoje do que em 1988, ocasião da Primeira Conferência de Metafísica na USP, quando as pessoas escondiam a Espiritualidade, no que acreditavam e as práticas desenvolvidas.


Conhecendo novas pessoas a cada dia no Brasil e ao redor da Mãe Terra, e conhecendo novas técnicas que despertam o que cada um tem de melhor, sinto que nós como humanidade estamos evoluindo de forma consciente e agora mais do que nunca é necessário que possamos nos unir e reafirmar nosso Poder Individual e fazer escolhas acertadas a cada instante, de acordo com nosso discernimento e livre-arbítrio. Sinto que começamos a entender o sentido do verbo COMPARTILHAR, alavanca principal do Plano Espiritual, onde cada um ensina e aprende o que mais necessita e o que tem de melhor, para que juntos possamos atingir a Maestria e a Ascensão.


* Parabéns à toda a equipe da Sexto Sentido pelos 10 anos e que Deus continue iluminando e proporcionando novos caminhos para todos vocês que tratam a Espiritualidade de forma séria e objetiva, brindando os leitores com o verdadeiro conhecimento sem fronteiras.


Pax & Luz, Carmen Balhestero & Família PAX.






Eleine Christy


O mundo melhorou nos últimos dez anos?


Eu acredito que sim, mesmo que as aparência nos mostrem algo deturpado.
Devemos considerar que a população aumentou e que as estatísticas nos mostrem em porcentagens que ainda não se há tanta abertura.


Como você vê as relações entre as diferentes posturas religiosas nesse período?


Tenho participado de vários encontros religiosos e culturas diferentes e há um consenso de que há necessidade da tolerância pois todas elas buscam a mesma coisa, mas que há uma necessidade de se haver união pois cada uma abrangem um tipo de consciência e todas, que não perdem os limites tem fundamentos importantes para aqueles que estão abertos a elas.


E quanto ao universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses 10 anos?


Fui convidada para o encontro dos 10 anos da Bruxaria no Brasil e do Centenário da Umbanda neste ano de 2008 e particularmente fiquei feliz como que vi nestes dois momentos: o assumir que cada Universo é igual a uma criança que tem suas fases: a criança, a adolescência e adulta e que cada um tem suas peculiaridades, e que estamos vivendo a fase adulta, de tolerar as diversidades e entendê-las como um processo, sem ir contra as modificações e sim melhorá-las para tempos que virão.




O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


O que mudou na minha vida espiritual nestes 10 anos: TUDO.
Amadureci junto com uma geração que teve um início difícil de buscas, desencontros, encontros e um amadurecimento com a abertura para coisas novas e na esperança de ainda encontrar algo maior que preencha as lacunas que séculos o ser humano vem tentando preencher para se sentir Uno com o Universo que vê a sua frente, porém ainda inatingível em vários sentidos... e o espiritual é o mais próximo que podemos chegar dele.
 Hoje me sinto mais completa, mais realizada e firme na minha busca e nos caminhos que estão a minha frente para me mostrar tudo isso que expus acima.




Erick Schulz


E quanto ao universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses 10 anos?


Sim, a concientização do povo brasileiro do que é realmente o esoterismo e o misticismo é bem maior hoje em dia, muita gente boa saiu do armario e colocou a cara para bater o que é maravilhoso, pois precisamos a todos os dias melhores profissionais e estudiosos no area.


O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Muita coisa, principalmente amadurecimento e vi que, não adianta nada, ler, estudar, falar se não praticar.






Francisco Aranda Gabilan


Como você vê as relações entre as diferentes posturas religiosas nesse período?


Muitos segmentos religiosos perderam-se e se distanciaram no aspecto estrutural de incentivarem e propiciarem a evolução espiritual de seus profitentes, preferindo o caminho mais fácil (e material) da dogmática, da imposição de rituais, de contradição e oposição às realidades científicas -- as mais modernas, como a Física Quântica, corroboram a precedência e reexistência do Ser Espiritual -- e, afinal, vivem de estipêndios e de construções suntuosas que dão bem a demonstração de crescimento e riqueza material, mas sem nenhum sentido de melhoria das criaturas... antes o contrário, propiciam uma estagnação moral de uma parcela da humanidade. Fazem das religiões, simples rótulos. Por outro lado, umas poucas, ditas comumente “espiritualizadas”, e dentre elas o Espiritismo, é que se preocupam e trabalham pela melhoria e progresso espiritual do Ser. E estão certas!



O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Tudo!
Através dos ensinamentos da lógica espírita e de uma melhor compreensão dos ensinos evangélicos, sinto-me não subordinado ao desejo irrefreável de conquistas materiais, sinto-me mais fraterno, com participação social efetiva, e, com certeza, ciente de que sou um ser imortal, criatura do Criador, que leva a marca Dele, como a obra leva a marca do seu autor.
 Estou convicto da máxima espírita de que estar no Bem é estar em conformidade com a Lei Natural e que a eventual infração a esta importa em sofrimento, agora ou no futuro; é a lei de ação e reação, no sentido científico, ou no sentido evangélico “a cada um segundo as suas obras”. Entender isso e tentar vivenciar, com certeza me faz melhor.




Maisa Intelisano


E quanto ao universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses 10 anos?


Nova exatamente, não.
O que temos visto é muito mais um resgate de antigas tradições e conhecimentos que haviam sido negligenciados, marginalizados ou ignorados. Tudo o que surge no campo espiritual está, na verdade, ressurgindo.


O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Tudo!
Há dez anos eu tinha uma religião que seguia, hoje não tenho religião, mas me sinto mais espiritualizada do que naquela época.
 Minha certeza da vida espiritual, da reencanação, da vida após a morte continua, mas está mais forte do que nunca.
Há exatamente dez anos eu estava optando por buscar outros conhecimentos espirituais além daqueles que as religiões que havia seguido até então me davam.
 E, de lá para cá, não parei mais.
Aprendi muito, mudei muito, ampliei meus horizontes.
Mudança é progresso.
Quem não muda, não progride tanto quanto poderia. Mudar faz parte do crescimento e do amadurecimento espiritual.




Margareth Gonçalves


E quanto ao universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses 10 anos?


Em relação ao Esotérico, sim....como já disse, estamos em contínua evolução e a procura do "se encontrar", "se achar", aumentou muito.
Universo Esotérico é nosso universo interior, conscencional, amadureciento das emoções, das almas, dos aprendizados, etc.
Um dos fatores mais importantes neste período ao meu ver, foi o reconhecimento do ocidente pela importância da Meditação.
Em relação ao Místico, não... Universo Místico é a expressão do mundo interno no externo, exotérico, é o saber lidar com cristais, cores, tarôt, magias e etc.
Talvez o aumento da procura por este universo que é tão encantador possa ser um sintoma de crescimento, mas sinceramente, não vi nada de novo neste "período de dez anos".


O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Bem, particularmente nestes dez anos, experenciei circunstâncias e emoções das mais variadas e profundas. Todas elas valeram e muito para a observação do meu mundo esotérico.
 Posso dizer que, nestes 10 anos minha vida mudou substancialmente, tanto na frequência do sentir como no ângulo de percepção que tenho de todos os fatos que vivencio. Isso está sendo maravilhoso !!!!!




E quanto ao Universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses dez anos?


Como já disse, houve a abertura dos portais do oculto e todos caíram sedentos para descobrir seus mistérios, muitos aventureiros inclusive.
No mundo esotérico a transição de alternativo e quase marginal para ter um lugar na sociedade, pegou muitos profissionais desprevenidos, inclusive por que de repente quem nunca foi da área começou a se arvorar e utilizar recursos das áreas alternativas em outras atividades.
Normalmente os praticantes de vias mais espirituais ,não são bons em lidar com o aspecto material, empresarial e acabavam ou aprendendo ou sucumbindo frente a estes "novos místicos".
Mas isto também fez parte, afinal sempre quisemos reconhecimento e ele veio. Mas no verdadeiro caminho místico espiritual, aquele interno e pessoal, todos os que buscavam a Panacéia Universal depararam com a senda do autoconhecimento e da auto-superação para obtê-la e muitos desistiram.






Marília de Abreu


O que mudou em sua vida, espiritualmente neste dez anos?


Estou nesta senda há quase trinta anos, o caminho espiritual que escolhi serviu para nortear minha vida, me fortalecer e, vez ou outra ajudava as pessoas que eu orientava como astróloga que sou.
Naquela época, não existiam livros, só estrangeiros difíceis de se arranjar, com o nosso dinheiro desvalorizado, inflação galopante, poucas livrarias dispostas a apostar neste nicho de mercado de clientes sedentos mas de poucas posses.
Não existia internet,nem formas de se saber com conseguir informação, as pessoas se reuniam nas livrarias e trocavam informações e o resto era a própria espiritualidade que guiava.
 Acho que estas dificuldades me foram úteis, o meu desenvolvimento teve o tempo e o ritmo que precisou, minha mente afoita poderia ter querido ir mais depressa e, hoje vejo que isto poderia ser desastroso.


Nos últimos dez anos houve uma revolução, internet,tradução de livros, Harry Potter este universo estava para estourar a boca do balão.


Em 1998 eu pressentia uma mudança, fiquei quase um ano planejando o como faria, sentia que era a hora, mas mesmo assim relutei por um ano em asumir-me como bruxa ,minha sócia dizia ;"vamos para fogueira de novo". eu não sentia isto, parecia que era a hora , as sincronicidades comprovaram isto, tão logo começamos a montar e divulgar o coven e o treinamento de bruxos, houve o convite para colaborarmos com a revista, era " sair do armário" definitivo, mas aceitamos.


A Revista Sexto Sentido fez algo inédito abrindo a possibilidade de se encontrar respostas àqueles que buscavam caminhos alternativos, insatisfeitos com a via espiritual oficial.
Respeitou os colaboradores( antes quando eu enviava alguma matéria para um veículo de comunicação era comum ver o texto modificado e distorcido, na Sexto Sentido isto nunca aconteceu, nunca pediram para que tratasse temas sensacionalistas, ou limitaram temas, sempre houve liberdade para difundir idéias e conceitos na profundidade que cada um alcançasse).
Trouxe ainda opções de caminhos espirituais que seriam desconhecidos do grande público.


O que estes dez anos fizeram na minha vida espiritual?

Trouxeram uma aceitação da minha espiritualidade dentro da minha vida, agora eu a expressava abertamente ,a percepção de que eu não estava sozinha, a realização de um anseio de dar voz à minha percepção de mundo e ter o eco, o contato com a forma como outros buscadores lidavam com suas experiências espirituais enriqueceram as minhas, trazendo-me mais sabedoria ( como bruxa solitária temos um "espaço" mais limitados de experiências e, às vezes perdemos a visão imparcial e impessoal, que no contato com outras pessoas somos forçados a ter).


Nestes últimos dez anos eu e a revista Sexto Sentido estivemos sincronizados, muita gente encontrou sua turma graças à revista que eu parabenizo pelo trabalho e agradeço amoportunidade de estarmos juntos.






Marilú Martinelli


E quanto ao universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses 10 anos?


Penso que a espiritualidade e seus praticantes, quer discípulos quer instrutores, no decorrer das eras vivem um constante desafio; encontrar novas maneiras de viver e de ensinar eternas verdades, e compreender e principalmente sentir os antigos ensinamentos como fundamentos para a criação de novas descobertas.
E dessa maneira estimular a criação de uma renovadora e pulsante visão do ser humano, da vida e do mundo.
O que há de novo é a crescente conscientização da nossa divindade inata e da nossa unidade com a natureza e com Deus Pai-Mãe.
Acredito numa conquista espiritual humana pelo desabrochar dos mistérios e forças criativas latentes em cada ser e a utilização consciente dos talentos obedecendo a propositos divinos.




O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Nesses dez anos fui percebendo cada vez mais claramente a ação de Deus em tudo, percebi que devoção não é subserviência, mas autonomia, porque o Mestre, nos revela aos poucos, o mestre que vive em nós, e assim nossa personalidade se rende e não busca mais vencer o combate, mas a parceria, e o intelecto torna-se um servidor do divino em nós.
Meu Mestre Sathya Sai Baba me ensinou e ensina que preciso ser auto-consciente constantemente, e que devo praticar o que prego, e agir de acordo com o que acredito, os valores humanos.
Todo o tempo Ele me mostra que tudo que se opôe a vontade do espirito se opõe a Vontade de Deus. Nesses dez anos aprendi também o quanto é importante a disciplina no caminho espiritual, ela atua como um solvente limpando nossa sujeira interior.
E que a meditação é uma grande aliada no processo de refinação, superação e transmutação da mente, e indispensável para o despertar da inteligência do coração.
Continuo aprendendo sempre confiante e com imensa gratidão sigo meu caminhos sempre atenta aos Seus sinais.






Monica Buonfiglio


O mundo melhorou nos últimos dez anos?


Sem dúvida; é natural que ocorra o processo evolutivo.
O mundo não está parado no mesmo lugar e seja como for, também está melhorando em relação à consciência espiritual.
 O número dez representa a totalidade, Deus, a conclusão, a criação...


Sabemos que uma empresa, um casamento ou qualquer empreendimento tem grandes chances de dar certo se ela consegue passar pelo período dos dez anos.


Passamos por um período astrológico bem desfavorável ao universo místico, de “caça às bruxas” (1998-2008) e agora devemos viver na totalidade do número 10, um início da real experiência da Era de Aquário.




Como você vê as posturas religiosas neste período?


A palavra religião vem de religio.
Legere significa escolher, eleger, juntar.
A reflexão teológica ensina que religião nos impele a ligar a pessoa à Deus. Mas se observarmos a etimologia da palavra religere, esta significa “consideração cuidadosa” de uma maneira simplista.
 O prefixo re, “para trás”, portanto, existe um consenso em observar o que acontece no mundo religioso para saber se estamos retrocedendo ou não; acho que, de maneira geral, estamos tendo uma visão mais inteligente das religiões em todo o mundo, não estamos retrocedendo e se isto está acontecendo, é em relação a uma minoria.
O uso de ferramentas como a internet ajuda a tirar dúvidas das pessoas quanto a uma determinada religião.




Existe algo novo no universo místico nestes dez anos?


Sinceramente, não vi nada novo, mas repetido, apenas com uma nova roupagem.
Muita gente anunciou uma nova época de integração, uma era de nova consciência, mas vi cada um preocupado em resolver seus problemas pessoais. Vocês da Revista Sexto Sentido devem ter percebido isso...


O que mudou na sua vida espiritualmente nestes dez anos?


De maneira geral, não mudou muito, talvez pelo fato de estar trabalhando na internet (Terra Networks), ter me mudado para uma chácara no interior de São Paulo, adotado uma nova postura neste período onde deixei a TV, não senti grandes diferenças.


Lembro que foi vital meu encontro com Chico Xavier para tomar esta decisão e fiquei até surpresa quando recebi um telefone do Alex Alprim para fazer uma entrevista onde fui capa da revista número 7 Sexto Sentido.


O que notei nestes dez anos foi um aumento considerável de homens interessados em temas espiritualistas.


Pode parecer clichê, mas a vida ensina a ser ainda mais, a cada dia, tolerante com os outros, respeitando sempre seu ponto de vista.


Só gostaria de fazer uma colocação: o mundo precisa urgentemente de solidariedade: amamos as coisas e usamos as pessoas quando deveríamos usar as coisas e amar as pessoas.






Monja Coen


O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


A vida é mudança. A espiritualidade é a vida em movimento.
Estamos sempre nos transformando e cada experiência é transformadora - quando nos permitimos transformar.
Tenho mudado, tenho sentido muitas vezes, quando dos grandes crimes internacionais, das guerras, dos ataques terroristas, das fomes, das misérias, dos abusos, das violências, tenho me sentido insuficiënte e incapaz. Será que todos os anos de prática religiosa, toda a intenção não são capazes de atingir seus objetivos?


Ao mesmo tempo tem aumentado o número de pessoas integrando-se à vida religiosa e aos propósitos de uma espiritualide ligada à justiça social, direitos humanos, respeito á biodiversidade.
 Aumentou o número de discípulas e de discípulos e com isso aumenta a minha responsabilidade em apontar para elas e para eles o Caminho de Buda.






Pablo Villarubia




E quanto ao universo esotérico/místico em geral, você acha que houve alguma coisa nova nesses 10 anos?


Nao, mas o que sim houve foi uma reformulação de valores espirituais e sua aplicaçao em um âmbito menos restrito, mais amplo, onde antes nao havia resposta.


O que mudou em sua vida, espiritualmente, nesses 10 anos?


Tudo aquilo que aprendi nos anos 80, escrevendo para a minha coluna "Vida Alternativa" (City News/Jornal da Cidade), logo para a Sexto Sentido e para as revistas de mistérios espanholas fez mudar radicalmente - e para melhor - a minha vida: como dizia Huxley, abriram-se as "portas da percepçao" de uma maneira que eu nunca poderia suspeitar.

Depois da traição, o melhor a fazer é perdoar

É isso aí minha amiga !!!!!
Concordo com você !!!!!
Temos que mandar muita Luz e Bençãos pra esses seres que traem e ainda se acham o máximo !!!!!
Tadinhos, chegam a serem ridículos ! digo de novo, "que nojo" !
Agora, tbm concordo qdo você diz que o relacionamento com nossa "alma gêmea" é tudo de bom e de mais maravihoso !!!!!
Êeeeeee, verdade, é simplesmente uma delícia .....
Esses são presentes Divinos que recebemos por sermos traídas e magoadas em nossa lealdade....kkkkkkkk
Vixe, já me identifiquei.......mas, é a mais pura verdade.....
O Universo conspira sempre a nosso favor !!!!!
Vamos perdoar !!!!!
Afinal, nossa pele tem que permanecer sempre linda !!!!!
Êba ! e viva as almas gêmeas !!!!!!
E viva o INAPAYÊ!

Maga,






Por Mônica Buonfiglio




Depois de uma traição e, conseqüentemente, da separação, começam as dúvidas: "conseguirei viver uma nova experiência?", "serei capaz de ter intimidade com outra pessoa?".


O melhor, neste momento, é encarar a fase como passageira e tentar driblar o sentimento de angústia comum nos primeiros meses após o fim da relação.


Não creio que alimentar a esperança de perdoar o ex, para reatar o namoro ou o casamento, seja bom.
 Se houve a separação, você estava vivenciando um relacionamento cármico (com sofrimento) e não um amor genuíno, como o de almas gêmeas.
Além disso, a traição foi só a gota d'água, a conseqüência de um sentimento de insatisfação acumulado.


O maior medo de quem foi já traída é o de que a história se repita.
 Se ficar pensando nisso, ficará sozinha.
Deixe de viver com medo para não se tornar impotente diante da vida.
 É impossível fugir do medo, mas essa sensação não pode dificultar o seu crescimento.


Não deixe que o medo a aprisione.
Viver exige muita inteligência.
Você sabe que não merecia esse tipo de deslealdade, por isso conhecerá alguém muito melhor.
 Você tem medo de ser enganada novamente, mas saiba que isso não acontece com as almas gêmeas.
Por isso, fique tranqüila.


Para aliviar a dor da traição, pense sempre de maneira positiva.
Você terá mais força interior, quando deixar de sofrer.
 A raiva também deve ser deixada de lado para que surja uma nova oportunidade.


Você é responsável por sua vida, portanto, não culpe os outros.
Pare de ser vítima, não fique remoendo as lembranças do passado, se valorize.


O melhor a fazer é perdoar.
 E para isso você não precisa ligar para ele, não.
Faça a oração dos anjos e mestres ascensionados para libertar este elo e, assim, encontrar mais rapidamente seu verdadeiro amor.




Oração dos anjos e mestres ascensionados do divino perdão


Quando perdoamos, além de limpar as mágoas do coração, deixamos livres de elos cármicos quem nos ofendeu, fazendo com que nosso anjo da guarda atue com mais facilidade no plano material para nos ajudar. Desta maneira, atraímos nossa alma gêmea.


Com todo o Poder da Presença de Deus e do raio do amor eterno, Eu perdôo, perdôo, perdôo, cada pessoa, lugar, condição ou coisa que me tenha feito mal, de qualquer modo, em qualquer momento, por qualquer razão e agora me envolvo em amor todas as dívidas a mim devidas vida.


Eu invoco a Lei do perdão para mim e para toda a Humanidade pelo mau uso da Energia Sagrada de Deus. Perdoe-me!
 E à medida que somos perdoados enviamos uma dádiva de amor para equilibrar todas as dívidas à vida que alguma vez tenhamos contraído e que ainda estejam sem pagar.


Nós somos gratos pela lei do perdão que nos permite amar a vida livre da roda do mau karma antes que ele possa manifestar-se ou ser sustentado por mais tempo.
Nós aceitamos isto no mais do que nos é Sagrado.


Amém

Fidelidade, sem isso não existe uma relação

Pois é,
Estávamos recentemente falando exatamente sobre este tema em aula !
Achei este texto do Alprim e adorei !!!!! é isso aí !!!!!
Nessa mesma aula, falei do ser fiel a si mesmo.....
Que maravilha ?????
Porisso que uma das máximas do Esoterismo é, "semelhante atrai semelhante".
Que bom que pensamos iguais !!!!!!
Como está dito no texto, isto é maturidade...qualquer outra coisa é "pura falta de vergonha" com sabor de idiotice e mau caratismo misturados.
Que nojo.....hughughughuhgu

Maga,





Por Alex Alprim

Fidelidade não é somente um conceito, uma idéia central em qualquer relacionamento.
Mas ele não está ligado somente ao fato de não trair, está principalmente conectado a idéia de sinceridade. Em nossa sociedade temos a tendência à monogamia – relacionamentos a 2 – a traição seria quando uma das partes que compõe a relação busca uma 3ª ...4ª, 5ª, 6ª.. pessoa, quer dizer.. nem é traição, já virou falta de vergonha.


Ser fiel, não significa andar de cabresto – é aquele pedaço de couro que faz um cavalo olhar só para onde o condutor puxa – não somos cavalos, nem tampouco podemos não olhar à nossa volta, mas, o que podemos, é ter em mente que uma relação é uma atitude de confiança, de criar uma visão saudável de si mesmo e da outra pessoa.
 Ser fiel não significa ser “castrado”, de não achar outras pessoas bonitas e até atraentes, ser fiel significa respeitar e não agir como um cavalo no cio, justamente para não ter de ser tratado como um


Fidelidade é algo que surge no amadurecimento, pessoal, não é algo que está conectado somente ao lado amoroso, mas a nossa filosofia de vida.
 Se passa pela sua cabeça que ter o maior número de parceiros está de acordo com sua filosofia de vida, deixe isso claro com quem se envolve e aja de acordo com sua consciência, seja fiel a ela, porém, também assuma as conseqüências de seus atos e aqui se inclui assumir as causas de sua solidão.


Fidelidade não é coleira, não tem nada haver como animais, aliás, animais são treinados para serem obedientes, mesmo sem coleira.
 Ser fiel não precisa de algo agarrando o pescoço, está na fibra do ser humano, está em seu coração, se é para ser infiel, faça um favor a todos, deixe claro que você não será de uma só pessoa, saiba que isso não o diminuiu, pois é preciso muita nobreza para deixar claro para alguém, que você o respeita tão intensamente como ser humano, que é capaz de dizer a ele como é, e o que espera de ambos na relação.


O importante é ser fiel a si mesmo em primeira instância, ser fiel aos seus sentimentos, ser fiel aos seus desejos e sonhos, saber pesar o que é importante e o que lhe faz falta.
Sim!
Devemos ser fiéis ao que nos faz falta, pois a única pessoa que pode saber o que nos deixa vazios, é nosso próprio coração.
E se você sente tão vazio que tem vontade de sair com outras pessoas, de desejar sentir outro calor te aquecer, faça isso, mas seja fiel a si mesmo e deixe a outra relação terminar, saia dela, se liberte, pois fidelidade não é prisão é liberdade, quem é fiel a si mesmo é livre para decidir sua vida.


Portanto, fidelidade não é coleira, nem tampouco cabresto, fidelidade é acreditar no ser humano, é acreditar em si mesmo, é respeitar-se profundamente, abrir-se para as possibilidades de viver a vida com intenso prazer, mas sem se transformar num cavalo louco, pois o garanhão dia-a-dia vira pangaré e fica pastando, reclamando das merdas que fez – claro quando podia fazer, quando podia ter sido gente!

quinta-feira, 10 de março de 2011

A suprema compreensão - (belas palavras, aliás como tudo o que ele nos deixou por escrito!)

A Suprema compreensão transcende tudo isto e tudo aquilo.


A suprema ação contém grande produtividade sem apego.


A suprema realização é compreender a imanência sem desejo.


De início, o iogue sente que sua mente se está despencando como uma cascata;


a meio curso, como o Ganges, ela flui, lenta e suavemente;


ao fim, é um grande, um vasto oceano, onde as luzes da mãe e do filho fundem-se numa só. *


Todos nascem livres, porém morrem em cativeiro.

 No início de tua vida tu és totalmente desprendido e natural mas, depois, entra a sociedade, surgem as

regras e os regulamentos, a moralidade, a disciplina e muitos tipos de treinamento.


Assim, o desprendimento e a naturalidade, bem como o ser espontâneo, estão perdidos.

Cada qual começa a reunir em torno de si uma espécie de armadura.

Cada qual começa a tornar-se mais rígido. A suavidade interior já não mais é visível.


Na fronteira do ser cada qual cria um fenômeno parecido a uma fortaleza para se defender, para não ser

 vulnerável, para reagir, para ter segurança: a liberdade de ser está perdida.


Cada qual começa a olhar nos olhos do outro: sua aprovação, suas negações, suas condenações, suas

apreciações vão se tornando cada vez mais valiosas.

"Os outros" torna-se o critério e todos passam a imitar e a seguir os outros, porque todos temos de viver uns

com os outros.


A criança é muito maleável, pode ser modelada de qualquer maneira e a sociedade começa a modelá-la: os

 pais, os professores, a escola.

 Aos poucos, ela se torna um caráter, e não um ser.

 Aprende todas as regras, ou se torna um conformista, o que também é cativeiro, ou se faz rebelde, o que é

uma outra espécie de cativeiro.


e transformar-se num conformista, ortodoxo, quadrado, estará presa a uma qualidade de cativeiro, pode

reagir, pode tornar-se um hippie, ir ao outro extremo, mas ainda permanecerá preso a outro tipo de cativeiro

 — porque a reação depende da mesma coisa contra a qual reage.


Podes ir ao mais longínquo ponto do mundo, mas, bem no fundo da mente, tu te estarás rebelando contra as

mesmas regras.

 Outros as seguem, tu reages, mas o foco permanece centrado nelas.

 Reacionários ou revolucionários, todos viajam no mesmo barco.

 Podem estar uns contra os outros, costas contra costas, mas o barco é o mesmo.


Um homem religioso não é reacionário nem revolucionário.

Um homem religioso é, simplesmente, desprendido e natural: não é a favor nem contra as coisas, é

simplesmente ele mesmo, não tem regras a seguir nem regras a repelir: não tem regras.


Um homem religioso é livre em seu próprio ser; não está modelado por hábitos e condicionamentos.

Não é culto — não que seja incivilizado e primitivo; ao contrário, é a mais alta expressão em civilização e

cultura; mas não é um ser culto.

Cresceu em sua percepção e não necessita de regras; transcendeu às regras.


É verdadeiro, não porque sua regra seja ser verdadeiro; sendo desprendido e natural ele é simplesmente

verdadeiro, acontece-lhe ser verdadeiro.

Tem compaixão, não porque siga um preceito: sê compassivo!

Não.

Sendo desprendido e natural, sua compaixão fluindo naturalmente, nada precisa fazer, de sua parte; a

compaixão é um resultado de seu progresso em percepção.


Não é contra a sociedade, nem pela sociedade — está, simplesmente, para além dela.

Tornou-se, de novo, uma criança, criança de um mundo inteiramente desconhecido, uma criança em nova

dimensão; em uma palavra: renasceu.


Osho, em "Tantra: A Suprema Compreensão"
*trecho de "A Canção de Mahamudra", de Tilopa, comentada por Osho no livro

quarta-feira, 9 de março de 2011

AS CRIANÇAS ÍNDIGOS - eu tenho 3 em casa, e vc? ainda faltam os seres Cristais e Diamantes.....

 by Paulo Coutinho in Espiritualidade







Nesta noite eu vou falar das Crianças das Estrelas: as Crianças Índigo.
Estes seres fantásticos que estão chegando à Terra, cada vez mais e mais… encarnando em todos os países, em todas as raças, em todos os níveis sociais, nas aldeias mais distantes e nas cidades mais populosas e muito… muito possivelmente dentro da sua própria família, bem debaixo do seu nariz!


As Crianças Índigo são crianças fabulosas que estão encarnando aqui na Terra há bastante tempo, mas vinham poucas delas, até que depois da segunda guerra mundial começaram a vir em maior número e a partir da década de 70 então, começaram a chegar em ondas, cada vez mais e mais delas.
 Hoje, os dados são impressionantes!
 Pesquisadores americanos estimam que depois de 1995 oitenta e cinco por cento dos nascimentos ocorridos na Terra é de crianças índigo!


Fica muito evidente que alguma coisa está acontecendo.
 Mas, o quê?
Astrônomos importantes como Freidrich Wilhelm Bessel, Paul Otto Hesse, José Comas Sola, Edmund Halley, depois de estudos e cálculos minuciosos, chegaram à conclusão de que o sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação das Plêiades.


Nosso Sol é, portanto, a oitava estrela da constelação e leva 26 mil anos para completar uma órbita ao redor de Alcione.
 Descobriu-se também que Alcione tem à sua volta um gigantesco anel de radiação que foi chamado de cinturão de fótons.
 Um fóton consiste na decomposição ou divisão do elétron, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética.


A cada dez mil anos o Sistema Solar penetra por dois mil anos nesse anel de fótons, ficando mais próximo de Alcione.
 A última vez que a Terra passou por ele foi durante a Era de Leão, há cerca de doze mil anos.


Na Era de Aquário, que está se iniciando, ficaremos outros dois mil anos nesse anel de radiação.
 Sob a influência dos fótons, todas as moléculas e átomos do nosso planeta passam por uma transformação, precisando se readaptar a novos parâmetros.
 A excitação molecular cria um tipo de luz constante, permanente, que não é quente, uma luz sem temperatura que não produz sombra nem escuridão.
 Talvez por isso os hindus chamem de Era da Luz os tempos que estão por vir.


Desde 1972, o Sistema Solar vem entrando no cinturão de fótons, e em 1987 foi a Terra que começou a penetrá-lo, estando gradativamente avançando até que no ano de 2012 deverá estar totalmente imersa em sua luz.


As pessoas despertas acordarão como de um sonho com seus centros de energia totalmente abertos, livres do véu do esquecimento, tanto pessoal quanto planetário, pertinentes à terceira dimensão.
 As pessoas começarão a se reconectar com suas origens e propósitos da alma, que é o retorno da Consciência Crística para o planeta.


Um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver as coisas de uma outra forma.
Desde a década de oitenta, quando a Terra começou a penetrar no cinturão de fótons, estávamos nos sincronizando com a quarta dimensão e nos preparando para receber a radiação de Alcione, estrela de quinta dimensão.


O véu do esquecimento que envolve o nosso planeta cairá de tal modo que os primeiros Semeadores de Vida na Terra, vindos de outros sistemas, reaparecerão nos auxiliando a firmar uma nova civilização e a incorporar uma nova realidade.


Prestem atenção, eu vou repetir:
 O véu do esquecimento que envolve o nosso planeta cairá de tal modo que os primeiros Semeadores de Vida na Terra, vindos de outros sistemas, reaparecerão nos auxiliando a firmar uma nova civilização e a incorporar uma nova realidade,é aqui que entram as Crianças Índigo – essas crianças fascinantes… fantásticas… fabulosas… que são o próximo passo na nossa evolução como espécie humana.


O termo criança índigo vem do movimento da Nova Era e da ciência espiritual modernos.
Chamam-se crianças índigo certos seres que, supostamente ao nascer, trouxeram características que os diferenciam das crianças normais, tais como a intuição, a espontaneidade, a resistência à moralidade estrita e restritiva, e uma grande imaginação, avolumando-se frequentemente também entre tais capacidades, os dons paranormais, embora estes dons não sejam usualmente do conhecimento da própria criança.
As crianças índigo podem ser vistas como uma espécie de milenarismo, em que se acredita que tais seres mudarão o mundo trazendo-o até um estado mais espiritual e menos estritamente moralizado.


A partir da década de 80, elas começaram a chegar, mais e mais. São crianças espetaculares.
 Elas estão chegando para ajudar na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e de classes sociais.
São como catalisadores para desencadear as reações necessárias para as transformações.
 Elas possuem uma estrutura cerebral diferente no tocante ao uso de potencialidades dos hemisférios esquerdo (menos) e direito (mais).
Isso quer dizer que elas vão além do plano intelectual, sendo que no plano comportamental está o foco do seu brilho.
 Elas exigem do ambiente em volta delas certas características que não são comuns ou autênticas nas sociedades atuais.
 Elas nos ajudarão a destituir dois paradigmas da humanidade.


Elas nos ajudarão a diminuir o distanciamento entre o PENSAR e o AGIR.
Hoje na nossa sociedade todos sabem o que é certo ou errado.
No entanto, nós freqüentemente agimos diferentemente do que pensamos.
Dessa maneira, estas crianças vão nos induzir a diminuir este distanciamento gerando assim uma sociedade mais autêntica, transparente, verdadeira, com maior confiança nos inter-relacionamentos.


Elas também nos ajudarão a mudar o foco do EU para o PRÓXIMO, inicialmente a partir do restabelecimento da autenticidade e confiança da humanidade, que são pré-requisitos para que possamos respeitar e considerar mais o PRÓXIMO do que a nós mesmos.
Como conseqüência, teremos a diminuição do Egoísmo, da Inveja, das Exclusões, resultando em maior solidariedade e partilha.
Você pode estar se perguntando:
 Como estas crianças vão fazer tal transformação?
Através do questionamento e transformação de todas as entidades rígidas que as circundam.
Começando pela Família, que hoje baseia-se na imposição de regras, sem tempo de dedicação, sem autenticidade, sem explicações, sem informação, sem escolha e sem negociação.
 Estas crianças simplesmente não respondem a estas estruturas rígidas porque para elas é imprescindível haver opções, relações verdadeiras e muita negociação.
Elas não aceitam serem enganadas porque elas têm uma “intuição” para perceber as verdadeiras intenções e não têm medo.
Portanto, intimidá-las não traz resultado, porque elas sempre encontrarão uma maneira de obter a verdade. Elas percebem as verdadeiras intenções e as fraquezas dos adultos.


História


Em 1982 a parapsicóloga Nancy Ann Tappe elaborou um sistema para classificar os seres humanos de acordo com a suposta cor da sua aura espiritual, lançando a obra “Compreenda a sua Vida através da Cor” onde fez um estudo sobre “as cores da vida“.
Segundo a autora, cada pessoa possui uma certa cor na sua aura em função da sua personalidade e interesses.


No caso das crianças índigo, a aura deles tende a mostrar as cores anil ou azul, as quais reflectem uma espiritualidade mais desenvolvida.


A autora afirmou ter detectado pelo seu método que as auras de côr índigo começaram a surgir com mais frequência na década de 1980, mostrando uma tendência a proliferar, o que parece justificar o seu papel de transformação da sociedade nas primeiras décadas do século XXI.


Mas como reconhecer um Índigo?


São sempre altamente inteligentes e cheias de perguntas e exigências.
 Têm muita energia, são muito ativas, têm muita força de vontade e um senso forte do seu próprio valor e importância.
 Sabem que são especiais e que estão aqui para fazer alguma coisa significativa.
 Possuem amigos “imaginários” e adoram fadas e golfinhos.


A inteligência excepcional das crianças índigo pode ser exasperante para os adultos.
 Ninguém lhes dirá o que fazer, elas quererão debater e negociar cada instrução, cada ordem. Até que os pais aprendam que estão sendo ensinados e aprendam a respeitar o direito de escolha da criança e honrar essa escolha, eles continuarão a ser confrontados com lutas de poder e batalhas de força de vontade.
 A maneira correta de lidar com um Índigo é de estar disposto a negociar, explicar, dar-lhe escolhas.
 Ordens como “Faça assim porque eu estou mandando” só produzirão hostilidade e indiferença.


Os Índigos geralmente não gostam nada-nada da escola.
Ficam entediados pelo passo vagaroso e pelas tarefas repetitivas.
Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou a serem simplesmente ouvintes.
São hiperativos, distraem-se com facilidade, tendo baixo poder de concentração.
Têm alta sensibilidade, não conseguem ficar quietos ou sentados, a menos que estejam envolvidos em alguma coisa do seu interesse.
Por serem orientados pela parte direita do cérebro, quando adultos, são geralmente atraídos por atividades e ocupações que usam o hemisfério direito, como a música, a arte, a escrita, a espiritualidade.
Adoram cristais, Reiki, meditação e yoga. São intensivamente leais aos seus amigos, acreditam em honestidade e comunicação nas relações.
Ficam freqüentemente desconcertados com a desonestidade, a manipulação e outras formas de comportamento egoísta.


Uma das características-chave dos Índigos é freqüentemente a sua ira.
 As figuras de autoridade não conseguem nada com elas. Num nível profundo, elas não reconhecem a autoridade.
Sabem que somos todos iguais e por isso ficam irritados, furiosos mesmo, com aqueles que se comportam ditatorialmente , quer sejam pais, professores ou patrões.
São muito compassivos, amam os animais e qualquer forma de vida; têm muitos medos, como medo da morte e perda dos seres amados.
Se experimentam muito cedo decepção ou falha, podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.


Um problema sério quando se trata de Crianças Índigo é o diagnóstico errado habitual dado aos índigos, catalogados como portadores de Transtorno do Déficit de Atenção ou do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade.
Com isso, dá-se medicação a elas, sedando toda a sua imensa potencialidade.


Essas crianças estão aqui para nos ajudar na transformação do mundo.
 Portanto nós precisamos aprender com elas, principalmente escutando-as e observando-as.


As Crianças Índigo chegam aqui para nos dar um novo entendimento, são verdadeiros presentes para os pais, para o planeta e para o universo.
Quando honramos estes pequeninos como presentes, nós vemos a sabedoria divina que eles trazem para ajudar a crescer a vibração do nosso Planeta.


O passo mais importante para entender e se comunicar com essas crianças é mudar a nossa forma de pensar a respeito delas, derrubando os nossos paradigmas para honrar os pequeninos como presentes ao invés de problemas.
 Assim abriremos as portas para perceber a grande sabedoria que elas trazem.
 Os pequeninos honrarão essa intenção, e um caminho para o entendimento aparecerá.



Mulheres e homens........... de verdade.....

.por Alex Alprim, quarta, 9 de março de 2011 às 03:23.







 Um homem de verdade, desses que, em certa medida, ainda foram educados na forma mais antiga da formação masculina.


Um homem desses, que já são raros, pois não são metrossexuais e não são emos, então como não classificados no "marketing", hoje são simplesmente classificados como: "em extinção".


Quando você, mulher, for sair para um encontro, pode descobrir se o tipo com quem está saindo é o "em extinção", se ele te chamar de linda, mesmo pensando que você é gostosa, pois esse homem sabe que certas coisas são para serem pensadas, mas ditas de outra maneira, afinal ele é um cavalheiro.


Ele como homem, sabe que quando você desligar na cara dele, é o seu jeito de dizer que quer que ele ligue de volta, só um homem vai saber disso, o moleque vai fazer birra e dizer - "se ela não ligar eu não ligo" - portanto, se ele te liga, não faça jogos, faça as pazes, pois está lidando com alguém maduro e não com uma criança.


Um homem, sabe que deve habitar os seus sonhos, e ele fica acordado só para observar você dormindo e imaginando se você pensa nele com os sonhos que ele pensa com você.


Ele é o único que lhe beija a sua testa em carinho, e te abraça, e depois olhos nos olhos diz que tudo vai ficar bem, e você sente que se tudo não se acertar, pelo menos vai ficar melhor, pois há alguém que em qualquer momento será um ombro e alicerce.


Esse homem quer te mostrar para todo mundo, pois ele tem orgulha não ter você como dele, mas tem orgulho de entre todos, você ter escolhido a ele.


E mesmo quando você está suada esse ser, em extinção, não tem receio e te segura, para que você saiba que você é dele e ele é seu e isso seja aonde for, com quem for, pois ele não deve status e nem favor a ninguém, é senhor de si, não por orgulho, mas por sabedoria.


E ele te dá atenção, mesmo quando você conta a milésima mesma história de como fulana falou do seu cabelo, ou de quando vocês discutiram e você "novamente" tinha razão.
 E ele atentamente ouve porque sabe que ser assim é que te faz mulher e ele te quer assim feminina e não alguém parecida com o pessoal que ele joga bola.


Um homem, desses "em extinção" segura sua mão quando sai com você, seja na frente dos amigos, no shopping, na balada ou na festa, porque ele te acha a mulher mais bonita do mundo e sente que só te segurando a mão, você saberá o quanto ele te orgulho de tê-la ao lado.
Pois ele se lembra constantemente quanta sorte ele tem por estar ao seu lado.


E ele se preocupa com você, se está realmente bem, te cobre de noite, e te leva aos lugares, não por obrigação, mas porque quer você bem em segurança, cuidada e feliz.


Mas esse homem, em extinção, está acabando porque o mundo mudou e não são os melhores que sobrevivem, mas os mais aptos ao novo ambiente - cafas e canalhas -, contudo, se as regras mudarem, talvez os cafas e canalhas sejam os próximos a entrarem em extinção....


Será?


terça-feira, 8 de março de 2011

Sensacional !!!!! vejam !!!!! RIO







MULHERES

.por Alex Alprim, terça, 8 de março de 2011 às 03:05.




Mulheres são seres que fascinam, como seres humanos, possuem a natureza das qualidades e das ideias que movem o mundo e o alteram.
Sempre digo que tenho a felicidade de poder contar a minha vida pela história das mulheres que estão nela. Por isso nesse dia, dedico esse texto a elas.


É incrível como as mulheres tem um cheiro só delas, mesmo que seja um shampoo, se torna especial quando nelas.
E o perfume sempre nos faz marcar a sua presença, doce lembrança que mesmo longe nos encaminha pela imaginação para o seu lado.


Uma mulher sempre sabe se encaixar no lugar na gente, por mais que pareça incomodo, elas acham um lugar perfeito no nosso peito ou no ombro para deitar ali e por nada, queremos deixá-las sair dali, pois a sensação de tê-las sendo protegidas em nosso corpo nos torna mais que homens, anjos guardando o divino.


Se nos beijam tudo fica perfeito, seja um dia estressante, a qdor-de-cabeçaue desaparece, tudo pode e fica melhor.
Se não há o beijo, o dia não tem cores, a noite se torna penumbra e não sabemos mais aonde fica o chão.


E quando vamos sair e elas ficam horas experimentando o guarda roupa e a cada peça se acham gordas e feias, bem, até isso é maravilhoso – quando se aprecia uma mulher de verdade.


E quando nos perguntam, sobre "aquela celulite", se você realmente ama as mulheres, e não a capa da Playboy, você jamais vai saber do que ela está falando, pois você pode olhar atentamente, mas a mulher que está na sua frente, é linda e você vai dizer isso a ela, mesmo que ela vá te perguntar ainda 500 vezes se está gorda.


E quando você, ama as mulheres, sabe elas estão sempre bonitas.
 Claro eu gosto de mulher arrumada, adoro, acredito que vaidade é qualidade, porém, elas também ficam bonitas, de jeans, camiseta e tênis, pois quando se é bonita por dentro, o resto é acessório, mulher que para ser bonita precisa estar montada é outra, é a que "quer ser mulher" (mas não nasceu assim, entendeu!?! - piscada...).


Elas tem um jeito, as vezes tão sutil de pedir um elogio – que deixamos passar batido – nesse momento descobrimos como elas, mesmo quando discutem - querendo nos matar - ficam lindas.


E depois da briga, só uma mulher entenderá que você não fez (seja o que for) por mal e vai te convidar para ver um filme juntinhos, como se nada houvesse acontecido.
 Nessa hora, confesso que é quando mais dá vontade de beijar.


E a ternura com que nos olham quando fazemos uma surpresa ou quando dizemos o quanto às amamos nos fazer querer que jamais tornemos aquele olhar em tristeza.


Pois quando elas choram, seja por qual motivo for, só um homem conhece o quanto dói ver uma mulher chorar, queremos mudar o mundo para que nada lhes cause dor, pois desejamos fazê-las sorrir, afinal fazer chorar é mais fácil que fazer rir e como nos esforçamos em tê-las sorrindo ao nosso lado, nem que para isso tenhamos de construir impérios ou simplesmente uma cabana com um belo jardim.


Assim temos vontade de vê-las sorrir novamente, pois os olhos de uma mulher têm um brilho quando sorriem, talvez porque Deus as fez assim.


E quando elas têm saudade e dizem isso a sensação de vazio que nos toma, de tão intenso, nos tira da casca dura do dia-a-dia nos desfaz de guerreiros de pedra, e nos torna humanos, só uma mulher para fazer isso.


Eu já disse que para mim Deus pensa como homem, pois para fazê-las assim - tão cheias de nossos desejos - só o Criador de todas as coisas. Tão maravilhosas, poderosas sensíveis e com o maior poder do Mundo, gerar vida, só sendo a imagem e semelhança do Criador.. Ops.. será que Deus..é..


...Mulher (e nos fez homens para admirá-las?!?)