sábado, 29 de dezembro de 2012

Feliz 2013 !!!!!


Na realidade de D’eus único, somos UM em potencia Divina !

Que venha 2013 !!!!!

Amparada na justiça de “Durga kali”, desejo a todos os mais justos e necessários votos de realizações e felicidade.

Ki Jay !



sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Minha mensagem de final de 2012:



 Narayana nos diz através do Sanatana Dharma:

“Melhor é construir uma casa nova do que reparar numa casa arruinada”.

Por isso é preferível inaugurar um nobre Dharma Mandala, que preservar Dharmas velhos e estéreis, por que Eu estou certo que os homens alcançaram por meio do Dharma perfeita felicidade.

Vou reestabelecer a organização chamada SUDDHA DHARMA MANDALAM.

Ela é tão antiga como o Tempo, é excelente e faz suas aparições em cada Era (kala).

É secreta e cuidadosamente guardada em todos os mundos por seus Regentes.

Esta Associação (mandalam) é conhecida com os nomes de:

SUDDHA DHARMA
BRAHMA DHARMA
ARSHA DHARMA
SANÁTANA DHARMA
AVATARA DHARMA
BHAGAVAT DHARMA

Ele, Narayana complementa que esta Organização nos esclarece de maneira transparente:

“Que a existência e a inexistência, prazer  e dor tem suas raízes no Tempo.

O Tempo é aquele que faz evoluir todos os seres.

O Tempo faz retornar em seu seio tudo o que tem nascido D’Ele mesmo.

O Tempo recolhe também sua própria energia de tudo que destrói.

O Tempo produz todos os movimentos (karmas) do mundo, benéficos ou não.

O Tempo faz surgir todos os seres e o mesmo Tempo os absorve.

O tempo é vigilante sempre com olhos despertos, enquanto os mundos dormem.

O Tempo é inflexível e mais, impossível de ser vencido !!!!!

O Tempo se desliza entre os seres criados, sem impedimentos, imparcial e inexorável.

Passado,  Presente e Futuro, tal como é concebido agora, são somente criações do Tempo”.


Então, baseada nestas convicções desejo a todos:

1)Mudanças conscientes.

2)Confiança absoluta nos governos superiores, de esferas dimensionais mais evoluídas.

3)A aceitação desta Associação(mandalam) como necessária e real.

4) O entendimento maduro da importância do Tempo no contexto deste Universo.

5) Realizações e Felicidades !

      “SUBHAMASTU SARVA JAGATAM” 


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Ravi Shankar

Em homenagem pelo seu Maha Samadhi !!!!!


domingo, 9 de dezembro de 2012

2013 !!!!!

O ano de 2013 será o ano da Unificação dos opostos e da fecundidade, onde sementes irão germinar e a energia para a realização e materialização dos objetivos estará redobrada.
2+0+1+3=6
O número 6 era considerado perfeito por Pitágoras no século VI, ele une os polos opostos, aproxima os extremos de forma que faz surgir um terceiro elemento livre de atritos, como a união do homem e da mulher com a finalidade de gerar uma nova vida.
2013 será um ano fecundo para propósitos alinhados com a mais pura intenção da alma. A força para alimentarmos nossos sonhos e concretizarmos os mesmos estará aumentada, porém é preciso tomar certo cuidado com a indecisão. Se você se deixar levar pelos conflitos dos opostos "Devo ir para cá ou para lá" poderá acabar estagnado!
Aproveite este ano para integrar tudo aquilo que estiver fragmentado. Conserte o que permaneceu quebrado, recicle, reforme, transforme!
Reaprenda a olhar. Busque pela harmonia, pela beleza, pelo denominador comum. E acima de tudo, fique atento ao que está gerando em seu interior!
Faça a união do masculino e feminino dentro de você, promova o encontro do fogo com a água, requeira uma reunião entre a luz e a escuridão e faça as pazes consigo mesmo! 

Fernanda Luongo
Fonte:somostodosum.ig.com.br

Foto: Internet















O ano de 2013 será o ano da Unificação dos opostos e da fecundidade, onde sementes irão germinar e a energia para a realização e materialização dos objetivos es
tará redobrada.
2+0+1+3=6
O número 6 era considerado perfeito por Pitágoras no século VI, ele une os polos opostos, aproxima os extremos de forma que faz surgir um terceiro elemento livre de atritos, como a união do homem e da mulher com a finalidade de gerar uma nova vida.
2013 será um ano fecundo para propósitos alinhados com a mais pura intenção da alma. A força para alimentarmos nossos sonhos e concretizarmos os mesmos estará aumentada, porém é preciso tomar certo cuidado com a indecisão. Se você se deixar levar pelos conflitos dos opostos "Devo ir para cá ou para lá" poderá acabar estagnado!
Aproveite este ano para integrar tudo aquilo que estiver fragmentado. Conserte o que permaneceu quebrado, recicle, reforme, transforme!
Reaprenda a olhar. Busque pela harmonia, pela beleza, pelo denominador comum. E acima de tudo, fique atento ao que está gerando em seu interior!
Faça a união do masculino e feminino dentro de você, promova o encontro do fogo com a água, requeira uma reunião entre a luz e a escuridão e faça as pazes consigo mesmo!

Fernanda Luongo
Fonte:somostodosum.ig.com.br

Foto: Internet

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Feliz Ano Novo ! Festival das Luzes !


Êeeeeeeee, é hoje !!!!!!
Feliz renovação a todos os seres em consciência de presença e disponibilidade em todos os reinos e todos os mundos !!!!!!!

Shantirasthu,( Paz pra todos)
Dharmameva Jayathe, (que a Lei se cumpra)


domingo, 28 de outubro de 2012

Parabéns Dasas amados !


Subhamastu Sarva Jagathan !

sábado, 13 de outubro de 2012

Krishna Kishora





“Em nome do Sarva Mangalam Ashram do Suddha Dharma Mandalam, desejamos a esta tão sublime Alma que já livre das dores da vida terrena, entre em  Bem-Aventurança nos mais altos Planos de Glória”.

Kishora sempre permanecerá em nossos corações e lembranças como aquela pessoa amiga, companheira, devota e divertidíssima !

OM NAMO NARAYANAYA!

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Hebe.....simplesmente.....

Ouvi pela primeira vez esta música na voz de Hebe, linda, linda, linda....
Fica aqui minha homenagem a ela !!!! a Diva !!!!
Simplesmente....Hebe.......

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Tudo é energia....



By
Elisabete Claudia Palma Mendes



Tudo é energia....
E a vida é feita de magia...
E tudo gira e se transforma,
Numa verdade que por vezes nos transtorna
Porque é rapida e veloz
A energia muda de forma.
Mostra-se nos olhos de uma criança...
Reconhecemos nos outros irmãos
uma centelha de esperânça
que nos acalenta o coração
e nos faz dar o passo da mudança...
Vislumbrar no passado...
Quem nos amou e foi amado...
E saber que mais que uma vez...
Ja fui criança e agora sou...
O que outro ser antes de mim pensou...
Que não sou eu mas ja fui!
Sou sim a energia que em mim flui...
Que sempre existiu...é e será!
Parte integrante e infinita...
Que vive esta vida bonita...
Que dá complemento a este verso...
E em constante evolução no Universo....


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Os Chakras e o Pai Nosso (gostei dessa interpretação, depois vamos analisar segundo o Suddha Dharma)



 
Para que esta energia de alta freqüência possa ser percebida pela materialidade humana, tem que ser rebaixada — Como se faz com a energia elétrica de alta voltagem, que deve ser transformada (por um transformador) — para que possamos utilizá-la.

A oração do Pai Nosso é uma interessante seqüência de afirmações e petições, que se inicia num nível vibratório de alta freqüência, altamente mística, e vai decrescendo até freqüências mais baixas, puramente éticas.
A oração do Pai Nosso é como um caminho, porque passa a energia dentro de um transformador. O transformador, no caso, é o corpo, com seus diversos níveis de troca de energia.

As trocas de energia no corpo fazem-se através de plexos nervosos, com ritmos vibratórios distintos, que se distribuem pelo corpo em locais denominados “chacras”.
A energia divina é chamada, pela invocação de Deus. Entra pelo alto da cabeça, e vai sendo progressivamente transformada, a cada chacra que passa, até atingir o nível vibratório do chacra básico (genital), onde se encontra nossa materialidade.
Traz, desta forma, Deus até nós!

Vamos acompanhar, passo a passo, essa transmutação da energia divina, para que tenhamos uma compreensão da grandeza desta oração que Jesus nos deixou.



Chakra Coronário — Chamado da energia

Pai nosso que estás nos céus.

Esta primeira afirmação consiste na chamada da energia do Alto, na entrada desta energia pelo alto da cabeça, através do plexo coronário, que, segundo os orientais, tem mil pétalas e gira com incrível velocidade.

Pai!

A prece se inicia com a chamada: — Pai! Esta simples afirmação, identificando Deus como Pai, é de um extraordinário alcance. Ao chamarmos Deus de Pai, estamos nos identificando como Seus Filhos. Como Filhos, temos a potencialidade do Pai em nós. Nos identificamos com Deus em um nível energético extremamente elevado.
Neste momento captamos a energia do alto!

Nosso

Quando dizemos “Nosso”, entendemo-nos como Irmãos de todos os seres. O Pai é Nosso; não é só meu, porque somos todos Irmãos.

Esta conceituação amplia a anterior. A energia contida nesta afirmação – Pai Nosso! – é possível explicar, mas é impossível a um ser humano comum sentir esta afirmação com total percepção de amor. A emoção contida na total compreensão desta afirmação, seria de tal magnitude, que destruiria o sistema nervoso de um homem comum.

A grande mística, Santa Terezinha, não conseguia dizer a oração do Pai Nosso: quando iniciava a oração, perdia os sentidos. Santa Terezinha, nesse momento, tinha percepção e consciência desta energia de altíssima freqüência. Freqüência que o organismo humano não tem estrutura para suportar.

Que estais nos céus

Deus que está em toda parte, que impregna tudo, que É! Este é o conceito que Deus transmitiu a Moisés, quando este perguntou-lhe quem Ele era. A resposta foi:
- “Sou aquele que É!”

Nesta primeira afirmação da oração, temos a identificação de Deus, e a chamada do “Nome de Deus”.
“Aquele que É”! Jafé! Jeová ! Iod-Hé-Vau-Hé!
Nome que a boca humana não é capaz de pronunciar!

Explicar tais conceitos é possível; senti-los, entretanto, é totalmente impossível ao ser humano normal. Como se pode ver por este início, o que está escrito nos evangelhos transcende em muito a aparente simplicidade das palavras. A grandeza do Evangelho não está na letra morta, mas no espirito de quem o lê.

O Evangelho é vivo!




Chakra Frontal

Santificado seja o vosso nome.

Entender esta petição, temos que antes entender o que quer dizer “santificado”.
Santificado – “Que seja considerado Santo”.
Santo envolve o conceito de perfeição e de universalidade

Nome – O nome não é como imaginamos, uma palavra que designa alguma coisa.
Nome é a vocalização ou a materialização de um ser ou objeto.
O Nome de Deus é impronunciável!
Segundo os judeus, esse Nome só era pronunciado em determinado dia, no âmago do Santuário do Templo, pelo Supremo Sacerdote. O nome é a excelência do ser ou do objeto.

O Nome de Deus é a essência de Deus – é o próprio Deus!
Nesta petição mística, pedimos que Deus seja aceito por tudo e por todos, como a perfeita harmonia universal (Santo). Como sendo “Aquele que É”!
Que Deus seja a harmonia total, e que tudo e todos sejam o seu reino!

Aqui está expresso o conceito maior da unidade. Tudo e todos são Um! Este conceito não pode ser percebido pelos nossos sentidos.
Com esta petição mobilizamos a energia pela passagem no Chacra Frontal. A energia transformada, neste ponto, já permite uma certa compreensão, que muito se aproxima de uma inspiração, e que pode ser percebida através da região frontal ou do “terceiro olho”.





Chakra Laríngeo

Venha a nós o vosso reino

Na petição anterior pudemos ter uma pequena inspiração do que seja o “Reino de Deus”. Nesta segunda petição mística, pedimos que este “reino”, esta harmonia de todos e de tudo, venha a até nós.

O reino de Deus manifesta-se através do Verbo! “No inicio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” (João 1, 1).
O Verbo, o Logos, o Cristo, se manifestam pela palavra. Através da palavra é que podemos materializar a energia que vem de outros níveis.

Sabe-se hoje que o som é a energia vibratória que mais próximo se encontra da matéria. Com facilidade materializamos um som, fazendo vibrar a limalha de ferro em um placa, formando figuras.

O som e o Verbo manifestam-se através do Chacra Laríngeo, onde encontra-se nossa capacidade de expressão pela palavra.
O modo do Reino vir até nós é através do nosso Chacra Laríngeo. A conceituação expressa nesta terceira afirmativa movimenta o Chacra Laríngeo, pela passagem da energia divina por ele.

Na simbologia da Torre de Babel, podemos observar que a perda do reino (harmonia entre os homens), deu-se pela perda da possibilidade de expressão pelo homem. A perdição do homem foi pela perda da palavra, em conseqüência de sua presunção.
Notamos que, a cada descida da energia divina, fica-nos mais acessível o entendimento.





Chakra Cardíaco

Seja feita vossa vontade assim na terra como nos céus.

Claro que a vontade de Deus se fará sempre em todos os lugares! Independendo da nossa vontade e das nossas rogativas. Nossa vontade não é oriunda da mente racional, como muito pretensiosamente julgamos. A vontade é um impulso que parte de dentro do coração, que a mente transforma e adapta às suas necessidades.

Vemos no Evangelho que muitas vezes Jesus afirma este conceito – “Porque pensais assim em vossos corações”.
Que nossos corações aceitem e entendam a “Vontade de Deus”! Esta é a síntese da quarta petição.
Neste ponto a energia é transformada pela passagem pelo plexo do Chacra Cardíaco.

A petição é de que nosso coração tenha o entendimento desta Vontade. Que esta vontade seja aceita tanto em cima como embaixo (na terra como nos céus).
A afirmação adquire aqui uma conotação interessante. O Chacra Cardíaco é o chacra que fica no meio do corpo.
A figura de céu e terra, colocada neste ponto da oração, é de uma clareza e de uma beleza poéticas.

Podemos ver que a cada descida da energia, fica mais compreensível o entendimento, e mais clara a correlação com os plexos energéticos (chacras) do corpo humano.
Neste ponto encerram-se as 3 petições que são de conteúdos místicos, passando-se às 4 seguintes que são de conteúdo ético.




Chakra Umbilical

O pão nosso de cada dia dai-nos hoje.

As petições éticas são de mais fácil entendimento. A energia já se encontra em níveis vibratórios próximos à nossa consciência.
De uma forma poética, o pão está representando todas as nossas necessidades de sobrevivência neste mundo. Difícil achar forma mais clara de expressar tal abrangência.

“O pão nosso de cada dia dai-nos hoje” – não o pão do dia de amanhã: somente o de cada dia, a seu tempo.
Esta petição envolve não só a satisfação de nossas necessidades materiais, como também as psicológicas, pedindo que tenhamos confiança e fé de que o pão de amanhã será servido a seu tempo. Que não tenhamos ambição e ganância para acumular tesouros terrenos, que as traças e a ferrugem destróem.
A primeira petição ética é claramente a ativação do Plexo Solar, Umbilical ou do Estômago, que é representado pelo Chacra Umbilical.




Chakra Esplênico

Perdoa as nossas dividas, assim como nós perdoamos os nossos devedores.

Esta petição, que de inicio parece mística, é uma forte petição ética, como vamos ver a seguir. Nas nossas dívidas estão as nossas culpas. Quando temos culpa, ficamos vinculados a essa culpa de uma maneira quase física.

A culpa nos prende pela emoção. A emoção é diferente do sentimento; é acompanhada de manifestações físicas (calafrios, rubores, suores, arrepios). As emoções são percebidas através do abdome. Os vínculos obsessivos com entidades espirituais fazem-se através do Plexo Esplênico.

Como é possível perdoar nossas culpas? Seria injusto Deus perdoar uns e não perdoar outros. Não é Deus que perdoa nossas culpas, somos nós mesmos! Perdoamos na medida em que nos tornamos capazes de perdoar os nossos devedores. Quando conseguimos perdoar nossos devedores, desfazemos esse vínculo esplênico da culpa.
Perdoar os nossos devedores não é uma atitude mística, e sim ética.

Perdoar, ou não, os nossos devedores, é mais importante para nós do que para o devedor. Perdoar é uma atitude lógica, racional, e do interesse de cada um. Na medida em que perdoamos é que somos perdoados. Por mais que sejamos perdoado, só estaremos perdoados, quando nós mesmo nos perdoarmos!
Esta segunda petição ética é colocada de uma forma impressionante sobre o Plexo Esplênico, orientando a forma com que a energia tramita por este chacra.





Chakra Sacro

Não nos deixeis cair em tentação.

Esta petição tem características muito interessantes. Não se pede aqui para que não existam tentações. Também não se pede que não sejamos submetidos às tentações. Que existam! Que sejamos tentados! Que tenhamos força para não cairmos nelas!

Não podemos evitar as tentações da matéria, porque vivemos nela. Viver na matéria é a principal finalidade de nossa existência neste “eon”. Não podemos pedir que nos liberte do mundo! Pedimos que não fiquemos presos às tentações do mundo. Que saibamos viver no mundo sem ficarmos presos às coisas terrenas.

Com esta terceira petição ética chegamos com a energia divina até nossa materialidade terrena.
Nossos plexos Sacro e Genital (básico) são a parte do nosso corpo que nos põe em contato com o mundo material.
Neste ponto, temos mais uma interessante colocação desta prece, quando separa o chacra sacro do chacra básico. Há entre os estudiosos dos chacras aqueles que os consideram como um único chacra. Provavelmente com a intenção de que o número dos chacras sejam sete. Na prece, os chacras sacro e básico aparecem separados de uma forma bastante sutil, o que dá margem a interpretar os chacras como sete ou oito. A ultima petição pode parecer incluída nesta.





Chakra Básico

Livrai-nos do mal.

Esta ultima petição ética é de difícil interpretação. Ficou claro na petição anterior, que a tentação não é o mal.
O que seria este mal? Poder-se-ia entender o mal como sendo o caminho da satisfação dos sentidos, o mergulho do homem na sua materialidade. Sendo este caminho uma opção de fé e de vida. Alegam alguns magos negros que esta seria um opção divina. Já foi o próprio Deus que nos colocou os sentidos e nos proporcionou o prazer em satisfazê-los.

A doutrina de Jesus é clara em mostrar que é mesmo necessário que tenhamos nossos sentidos satisfeitos, até o momento em que tenhamos chegado ao fim do poço da jornada da satisfação destes sentidos. Para então reiniciarmos o caminho de volta a Deus. Como bem está demonstrado na parábola doFilho Pródigo.

O homem é sem duvida muito mais que a sua materialidade. A plena satisfação da materialidade não conduz o homem á felicidade. Este fato está sendo demonstrado de modo prático e claro, neste fim de ciclo pelo qual estamos passando. O homem vem tendo todas as suas necessidades satisfeitas pelo progresso da ciência e da tecnologia, sem que isto o torne mais feliz. Esta interpretação não faz sentido, não só nesta prece, como também não se sustenta por si mesma.

O verdadeiro mal também não consiste em se ser mau. A grande maioria dos que são maus, o são por defesa, por medo, ou por ignorância. “Deus faz nascer o sol todas as manhãs igualmente para os bons e para os maus”. Não se pode aceitar que exista um mal organizado, que se contraponha ao bem e à harmonia de Deus. Desta forma estaríamos aceitando um Deus que não seria onipotente. Não há dualidade entre bem e mal.
Fazer o mal gera uma reação externa, que se volta contra o próprio homem, criando agressões dos outros homens ou do meio.

Quanto mais adiantado o homem, fazer o mal gera uma desarmonia interna que o faz sofrer. O homem está no mundo para evoluir e crescer, na compreensão deste ciclo evolutivo. Sendo mau, vai de alguma forma movimentar forças que se voltarão contra ele, não com o intuito de puni-lo, mas de educá-lo na compreensão deste ciclo evolutivo. Desta forma, vemos que ser mau não é o verdadeiro mal.

Estas observações levam-nos a admitir que o verdadeiro mal está na inércia do homem.
O mal está em ser morno, não ser frio nem quente. O mal está em não usar os “talentos” com que fomos brindados.
O mal está em ficar parado! – Conforme foi dito pelo próprio Jesus.
Com esta ultima petição, se encerra esta maravilhosa oração.
A energia divina foi trazida até nós, rebaixada gradualmente através dos nossos vórtices de energia (chacras), vindo finalmente nos dar um impulso de vida. Impulso para que sigamos adiante!
Para que andemos!
Para que vivamos!
Por que vivendo, bem ou mal, certo ou errado, inevitavelmente estaremos cumprindo a Vontade de Deus que está em nós!
Amém!



Fonte: phenix nagual

Léa Cristina Ximenes

Terapeuta Holística Universalista

E-mail: ximenes.andrade@gmail.com

domingo, 16 de setembro de 2012

Viva Ganesha 2012 !!!!!


Simplicidade e Simpatia (o segredo da verdadeira espiritualidade)

Ontem, dia 13 de Setembro,

Estivemos eu e o Inácio na palestra do prof. Laércio Fonseca em Limeira.
Uma maravilha ter conhecido pessoalmente este ser, que é simplesmente imperdível !
Como qualquer ser iluminado e acordado é, simples, simpático, forte, sério, meigo,
caridoso, atento.....
Como já sabem, tive o privilégio de conviver com reais Mestres e todos tinham em relevância essas qualidades.
Com certeza faremos  grandes encontros !
Jaya !!!!!!

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Que maravilha ser Brasileiro !!!!!

JAYA ! JAYA ! JAYA !

Pras duas (2) seleções !!!!!!!!

domingo, 9 de setembro de 2012

terça-feira, 28 de agosto de 2012

LUA AZUL DE 2012


Dia 31 de Agosto ás 20hs, estaremos comemorando a Lua Azul deste mês, com a celebração de um lindo "Purnima Puja" onde reforçaremos  nossos talentos Dhármicos em auxílio a uma melhor humanidade.

Ritual aberto !

Trazer: Flores, cânforas, incensos, prasadas, essências, leites, águas....

Shantirasthu,
Jaya !

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

INSTRUÇÕES PARA A VIDA - Dalai Lama


Bastam uns poucos segundos para lê-los e para pensar a seu respeito.




1. Tem em conta que os grandes amores e enganos comportam um grande risco.
2. Se perderes, não percas a lição.
3. Aplica a regra dos “3 R”:
Respeita-te a ti mesmo,
Respeita os demais,
Responsabiliza-te pelas tuas ações.
4. Recorda que, às vezes, não conseguir o que queres é um maravilhoso golpe de sorte.
5. Aprende as regras para que saibas usá-las quando convenha.
6. Não permitas que uma pequena discussão afete uma grande relação.
7. Quando descobrires que cometeste um erro, toma imediatamente as medidas necessárias para corrigi-lo.
8. Passa algum tempo sozinho todos os dias.
9. Abre os teus braços à mudança, mas não abandones os teus valores.
10. Recorda que, às vezes, o silêncio é a melhor resposta.
11. Vive uma boa vida honrada.
12. Depois, quando fores mais velho e olhares para trás, serás capaz de desfrutá-la de novo.
13. Um ambiente de amor no teu lar será a base para a tua vida.
14. Quando não estiveres de acordo com os teus seres queridos, preocupa-te unicamente com a situação atual. Não faças referências a anteriores disputas.
15. Compartilha os teus conhecimentos. É a forma de conseguires a imortalidade.
16. Sê bom para com a Mãe Terra.
17. Uma vez por ano, visita um lugar a que nunca tenhas ido antes.
18. Recorda que a melhor relação é aquela em que o amor mútuo é maior do que a necessidade mútua.
19. Julga o teu êxito em função do que ou a que renunciaste para o conseguir.
20. Ama e trabalha com absoluto empenho.





sábado, 18 de agosto de 2012

51 Sintomas do despertar espiritual


E saber que tudo isto adquirimos também através da meditação !
Fato !




Abaixo apresentamos alguns dos sintomas que aparecem enquanto o despertar acontece, não que todos tenhamos os 51 sintomas, mas alguns de nós já estão se deparando com alguns deles em nosso dia-a-dia.

1. Mudança no padrão de sono

Perturbações durante o sono, pés quentes, acordar duas ou três vezes durante a noite.
Sentir-se cansado e com sono depois de acordar.
Adormecer e acordar durante o dia.

O Padrão de 3 Sonos, que acontece freqüentemente a muitas pessoas caracteriza-se por: dormir cerca de 2-3 horas, acordar, voltar a adormecer mais 2-3 horas, acordar de novo, voltar a adormecer mais 2-3 horas. Outras pessoas viram alterar-se as suas necessidades de sono, passando a dormir menos.

Ultimamente, algumas pessoas sentem enormes ondas energéticas percorrendo o seu corpo a partir do coronário (centro energético no alto da cabeça). Estas ondas podem afetar o sono.

Conselho: Habitue-se.

Pacifique-se com essa energia e não se preocupe se não dormir o suficiente (preocupação que, por vezes, pode causar mais insônia). Será capaz de suportar bem o dia se pensar que tem a quantidade certa do que necessita.

Também pode pedir ao seu Eu Superior que, de vez em quando, lhe dê um intervalo para poder ter um sono reparador.

Se, durante a noite, não conseguir adormecer, aproveite esse tempo para meditar, ler poesia, escrever o seu diário ou olhar para a Lua. O seu corpo ajustar-se-á ao novo padrão.

2. Atividade do chakra coronário (alto da cabeça)

Sensações de tilintar, comichão, formigamento e arrepios no couro cabeludo e/ou na coluna.

Sensação de vibração energética no topo da cabeça, como se a energia jorrasse em chuveiro.

Poderá sentir pressão na coroa, como se alguém estivesse a pressionar um dedo contra o centro da cabeça. Como referido no ponto 1, vivemos enormes carregamentos de energia através do chakra coronário. Podemos sentir uma pressão mais generalizada, como se a cabeça estivesse dentro dum aparelho muito suave.

Conselho: Não se assuste.

Trata-se da abertura do chakra da coroa.
Tais sensações dizem-lhe que você está aberto a receber a energia divina.

3. Repentinas ondas de emoção

Choro convulsivo. Inesperadamente, sente-se zangado, deprimido, triste ou muito infeliz à mínima provocação. Emoções à solta.

Muitas vezes a pressão ou as emoções congestionadas são sentidas no chakra do coração (no centro do peito), o que não deve ser confundido com o coração, localizado à esquerda do chakra do coração.

Conselho: Aceite os seus sentimentos como surgem, abençoe-os e deixe-os partir.

Sinta o conteúdo emocional da energia no chakra do coração.
Expanda-a para todos os seus campos e respire profundamente, desde o umbigo até a parte superior do peito.

Sinta a emoção e deixe-a evaporar-se.
Não dirija as emoções para ninguém.
Você está limpando o passado.

Se necessitar de ajuda, diga em voz alta que pretende largar todo esse velho material e peça ajuda ao seu Eu Superior. Também pode pedir aos Anjos da Graça (energia branco cristal) que o ajudem a soltar estas emoções, fácil e suavemente. Agradeça por o seu corpo estar soltando estas emoções, não as retendo dentro de si, o que poderia provocar danos. Uma das nossas fontes sugere que a depressão está ligada às relações de «deixar ficar como está», de relações pessoais, profissionais, etc. que já não servem nem a nós, nem às nossas freqüências.

4. Clarificação do carma

Velhos conteúdos parecem estar ressurgindo, como descrito acima, ressurgindo em sua vida as pessoas envolvidas nesses episódios.

Casos de encerramento de processo.
Ou talvez você precise trabalhar o seu amor-próprio, abundância, criatividade, apegos, etc.

Começarão a aparecer os recursos ou as pessoas de que necessita para auxiliar neste trabalho.

Conselho: O mesmo do que para Ponto 3. E ainda: não se envolva demasiado na análise destas situações, pois isso fará com que volte para eles, novamente, cada vez a níveis mais profundos.

Peça ajuda de um terapeuta, se necessitar, e avance. Não tente evitar nem «passar ao lado» destas «memórias». Abrace o que aparecer e agradeça por isso contribuir para o seu desenvolvimento. Agradeça ao seu Eu Superior por lhe dar a oportunidade de se livrar destes «resíduos». (*)

5. Alteração no peso corporal

O excesso de peso adquirido pela população é, em geral, extraordinário. Outros setores da população podem, pelo contrário, estar perdendo peso. Geralmente, ganhamos peso porque muitos medos reprimidos estão voltando para serem tratados. Reagimos construindo defesas, tentando ancorar-nos ou obter massa corporal, de forma a não permitir que a freqüência no corpo aumente.

Conselho: Não seja teimoso.

Aceite isto como um sintoma do que está se passando com você. Perderá ou ganhará peso, quando todos os seus medos forem integrados. Solte a sua ansiedade. Depois, talvez constate que será mais fácil perder ou ganhar peso.

Exercício: Antes de começar a comer, experimente o seguinte: sente-se à mesa, posta com um aparelho de louça bonito. Acenda uma vela. Aprecie a aparência da comida. Coloque a sua mão dominante no coração e abençoe o alimento. Diga ao seu corpo para usar o alimento para se alimentar corretamente, em vez de usar a comida para alimentar as suas zangas emocionais. Depois, passe a mão, da esquerda para a direita, por cima do alimento, abençoando-o. Poderá notar que a comida parece quente à sua mão, mesmo que seja um prato frio. Repare que quando abençoamos a comida, não comemos tanta quantidade. Outra coisa que poderá fazer enquanto come é não ver TV ou ler. Aprecie saudavelmente a bênção que está à sua frente.

6. Mudanças nos hábitos alimentares.

Desejos estranhos e escolhas esquisitas. Há quem sinta mais fome ou menos fome do que anteriormente.

Conselho: Não negue o que o corpo lhe pede.

Se não tiver a certeza, tente provar antes de escolher, para ver se é isso o que o corpo quer.
Tente também abençoar os alimentos, como descrito no ponto 5.

7. Intolerância e alergias a certo tipo de alimentos, que nunca teve antes.

Conforme vai crescendo espiritualmente, você se torna mais sensível a tudo o que o rodeia. O seu corpo dir-lhe-á o que já não tolera, como se também ele estivesse rejeitando o que já não lhe serve. Pode estar se limpando de toxinas. Certas pessoas descobrem um resíduo branco na boca, parecido com a baba de corredores no fim de uma corrida.

Conselho: Isso pode ser retirado esfregando 2 colheres de azeite na boca, durante 10 a 15 minutos (não engula); depois cuspa para o vaso sanitário – não para o lavatório. Escove os dentes e, depois, limpe a escova.

8. Amplificação dos sentidos.

Aumento de sensibilidade.

a) Perturbação na visão, objetos tremeluzentes, observação de partículas brilhantes, visão de auras em pessoas, plantas animais e objetos. Alguns relatam ver como transparentes os objetos normalmente opacos. Quando fecha os olhos já não vê escuridão, mas vermelhidão. Talvez veja formas geométricas, cores brilhantes e quadros quando tem os olhos fechados. As cores aparecem mais vivas. O céu pode parecer tingido ou a relva ter um verde espantoso.

Conforme vai se tornando mais sensível, poderá ver formas ou riscos no ar, especialmente quando o quarto estiver mais escuro. Poderá ver formas brancas na sua visão periférica, quer com olhos abertos, quer com eles fechados.

Conselho: A sua visão está mudando de várias maneiras; está conhecendo novas formas de ver. Seja paciente.

Aconteça o que acontecer, não se assuste.
Visões nebulosas podem ser aliviadas desviando o olhar.

b) Aumento ou diminuição na capacidade auditiva. Audição de ruídos na cabeça, como «bips», sons, música ou sons eletrônicos. Há quem ouça água correndo, zunidos, barulhos ou toques. Há quem tenha o que se chama dislexia auditiva, ou seja, nem sempre consegue perceber o que os outros estão dizendo, como se não conseguisse entender a sua própria língua.

Algumas pessoas ouvem vozes estranhas em sonhos, como se alguém lhes estivesse gritando ao ouvido. Nestes casos pode pedir à «isso» para ir-se embora, ou pedir ao plano angélico para tomar conta da situação. Mais uma vez, não há nada a temer .

Conselho: Renda-se. Deixe ir. Ouça.

Os seus ouvidos estão se ajustando a novas freqüências.

c) Intensificação do sentido do olfato, tato (toque) e/ou sabor.

Há quem se aperceba de que passou a conseguir detectar o cheiro e o sabor dos aditivos químicos em alguns alimentos, de uma forma bastante desagradável.
Por outro lado, alguns alimentos passam a ter um sabor maravilhoso.
Para algumas pessoas, esta intensificação dos sentidos é tanto maravilhosa como divertida.
Pode ser possível cheirar a fragrância de flores aqui e ali.
Muitos místicos fazem-no. Aproveite.

9. Erupções da pele: borbulhas, inchaços, acne, urticária e herpes.

A ira produz perturbações à volta da boca e queixo. Certa pessoa teve uma dermatite nas extremidades durante vários meses, enquanto curava um episódio do seu passado. Quando saneou a maior parte desse material, o problema foi resolvido.

Conselho: Poderá estar deixando sair toxinas e trazendo emoções à superfície.

Quando existe material que deve ser liberado e você tenta reprimi-lo, a sua pele expressará a situação por si, até que se decida a trabalhar as emoções.

10. Alternância entre vigor e cansaço

Episódios de energia intensa que o fazem querer saltar da cama e agir, seguidos por períodos de letargia e cansaço. O cansaço, normalmente, segue-se a grandes mudanças. Aceite, pois este é um tempo de integração.

Conselho: Flua com a natureza da energia. Não a combata. Seja gentil consigo.

Durma a sesta, se estiver cansado.
No caso de sentir muita energia e não conseguir dormir, escreva pensamentos ou um romance.
Tire vantagem do tipo de energia.

11. Alterações na oração ou na meditação

Talvez não sinta as sensações habituais.
Não tem a mesma experiência no contato com o Espírito.
Dificuldade em concentrar-se.

Conselho: Talvez tenha passado a estar em comunhão com o Espírito mais freqüentemente e durante mais tempo. A sensação pode ser diferente, mas acabará por se adaptar a ela.

Na verdade, você passou a pensar e agir em conformidade com o Espírito.
Poderá notar que os seus períodos de meditação são agora mais curtos.

12. Ondas de energia.

De repente, sente-se percorrido por energia da cabeça aos pés. É uma sensação momentânea e pouco confortável. Por outro lado, algumas pessoas sentem um frio inexplicável. Se você for um trabalhador de energia, deve ter reparado que o calor que corre nas suas mãos aumentou consideravelmente. Isto é bom.

Conselho: Se sentir desconforto, peça ao seu Eu Superior para aumentar ou diminuir a temperatura.

13. Sintomas variados

Dores de cabeça, dores de costas, dores de pescoço, sintomas de constipação (chamada «constipação de vibração»), problemas digestivos, danos musculares, aceleração dos batimentos cardíacos, dores no peito, alterações no desejo sexual, dores nos membros, vocalizações ou movimentos de corpo involuntários. Há quem tenha que se defrontar e solucionar certos episódios da infância. Relaxe. São sintomas temporários.

14. Rejuvenescimento

Tornar-se-á cada vez mais leve à medida que for limpando o material emocional, libertando crenças limitadoras assim como bagagem pesada do passado. A sua freqüência aumentou. Ama-se mais, assim como ama mais a vida. Comece a mostrar a perfeição que você realmente é.

15. Sonhos vivos

Por vezes, os sonhos são tão reais que acorda confuso. Também pode ter sonhos lúcidos, nos quais está no controle: você sabe que não está «sonhando»; o que está acontecendo é de alguma forma real. Muitos sonhos poderão ser místicos ou trazer mensagens. Lembrar-se-á daquilo que for importante para si. Não force nada. Acima de tudo, não tenha medo.

16. Acontecimentos que alteram completamente a sua vida

Morte, divórcio, mudança no trabalho ou de emprego, perda de casa, doença, e/ou outras “catástrofes” – por vezes, várias de uma só vez. Trata-se de forças que o obrigam a desacelerar, simplificar, mudar, reexaminar o que você é, assim como o que a sua vida lhe diz. Forças que não pode ignorar, que o obrigam a desapegar-se, que o acordam para o amor e compaixão por tudo.

17. Libertação

Desejo de cortar com todos os padrões restritivos: empregos, estilos de vida consumistas e pessoas ou situações tóxicas. Necessidade de «se encontrar» e de encontrar o propósito da sua vida – Agora!

Quer ser criativo e livre para ser aquilo que é, na verdade.
Apetência para as artes e a natureza.
Desejo de cortar com coisas e pessoas que já não lhe dizem nada.

Conselho: FAÇA-O!

18. Confusão mental e emocional

Sentimento de que precisa de arrumar a sua vida, pois está uma confusão.
Mas, ao mesmo tempo, sente-se caótico e incapaz de o fazer, de se concentrar.
(Veja o Ponto 45)

Conselho: Concentre-se no seu coração e ouça o seu próprio discernimento.

19. Introspecção, solidão e perda de interesse por atividades no exterior

Este estado apareceu de surpresa a muitos extrovertidos que, antes, se viam envolvidos em diversas atividades.

Agora dizem: «Não sei porquê, mas já não gosto tanto de sair como antes».

20. Manifestações de criatividade

Recepção freqüente de imagens, idéias, música e outras inspirações criativas.

Conselho: Pelo menos registre estas inspirações, porque o Espírito está falando com você sobre como poderá preencher o seu propósito e contribuir para a regeneração do planeta.

21. Percepção de que o tempo está acelerando

Tem essa impressão porque sofreu muitas e freqüentes alterações na sua vida.
A quantidade de alterações parece estar aumentando.

Conselho: Repartir o dia em encontros e segmentos temporários, aumenta o sentido de aceleração.

Pode abrandar o tempo relaxando no momento presente e prestando atenção ao que tem em mãos, sem antecipar os acontecimentos. Abrande e diga para si mesmo que tem bastante tempo. Peça ajuda ao seu Eu Superior. Mantenha-se atento ao presente. Tente passar de uma atividade a outra. Centre-se no seu guia interior.

22-Premonição

Um sentimento de que algo vai acontecer, que pode criar ansiedade.

Conselho: Não há nada com que se preocupar.

As coisas acontecem mesmo, mas a ansiedade só lhe criará mais problemas.
Não há nada a temer.

23. Impaciência

Sabe o que fazer, mas, por vezes, isso não ajuda.
Quer resolver o que lhe parece estar no seu caminho.
Reconhece que as incertezas são desconfortáveis.

Conselho: Aprenda a viver com incertezas sabendo que nada lhe aparecerá à sua frente, se não estiver pronto.

A impaciência é, na realidade, uma falta de confiança, especialmente no seu Eu Superior.
Quando focar o presente, verá milagres acontecerem.

24. Despertar

Talvez um interesse pelo Espírito surja, pela primeira vez, na vida. Uma chamada profunda para o significado da vida, para o seu propósito. Ligação espiritual e revelação. Um “constante desejo ardente” como lhe chama K.D. Lang. A vida mundana não preenche este vazio.

Conselho: Siga o seu coração, e o caminho ser-lhe-á mostrado.

25. Ser diferente dos outros

Um sentimento estranho de que tudo na sua vida parece novo e alterado, que deixou o seu eu antigo para trás. E deixou! Está muito maior que pode imaginar. E há mais para vir!

26. Ajudas de vários tipos

Aparecem «professores» em todo o lado, no momento certo, para ajudar à sua caminhada espiritual – pessoas, livros, palestras, filmes, acontecimentos, Mãe Natureza, etc. Estes «professores» podem parecer negativos ou positivos, mas, de uma perspectiva transcendente, são sempre perfeitos. Surgirá, precisamente, o que tiver que aprender.

Conselho: Lembre-se de que nunca receberemos mais do que aquilo que estamos preparados para lidar.

Cada desafio apresenta-nos uma oportunidade para provarmos a nossa mestria na sua superação.

27. Compreensão súbita

Encontro de uma pista espiritual, que faz sentido para si e que lhe «toca» nos mais profundos níveis. Repentinamente, obtém uma perspectiva que nunca tinha considerado. Tem fome de mais. Lê, partilha os conhecimentos com outros, faz perguntas e vai ao fundo para descobrir quem é e porque está aqui.

Corre o risco filosófico de se perguntar «Por que Existo?».

28. Rapidez de aprendizagem

Aprende depressa.
Sente que está «captando» muito rapidamente.

Conselho: Lembre-se que as coisas lhe chegarão quando estiver pronto para lidar com elas. Não antes.

Lide corajosamente com o que for surgindo e, assim, avançará rapidamente.

29. Presenças invisíveis

Algumas pessoas dizem que, à noite, se sentem rodeadas por seres, ou têm a sensação de serem tocadas ou de que «alguém» lhes fala. Por vezes, acordam. Outras pessoas sentem as órbitas oculares vibrarem. Estas vibrações são causadas pelas mudanças energéticas, depois de feita a limpeza emocional.

Conselho: Este é um assunto sensível, mas talvez se sinta melhor se, antes de adormecer, abençoar a sua cama e o espaço à sua volta.

Adormeça, na certeza que está rodeado pelos mais magníficos seres espirituais e que está em segurança, ao cuidado de Deus. Não se culpe por ter medo de vez em quando.

30. Presságios, visões, números e símbolos

Vê coisas a que dá significado espiritual.
Repara na sincronicidade dos números.
Tudo tem uma mensagem se se der ao trabalho de reparar.

31. Intensificação de integridade

Reconhece que é tempo para viver e falar a sua verdade.
Subitamente, parece-lhe importante ser mais autêntico, mais você mesmo.
Talvez tenha que dizer «não» a pessoas a quem tentou agradar no passado.

Achará intolerável manter-se num casamento, emprego ou lugar, que já não se coaduna com o que você é atualmente. Igualmente, talvez se dê conta de que já não tem nada a esconder ou segredos a manter. A honestidade torna-se importante em todos os seus relacionamentos.

Conselho: ouça o seu coração.

Se o seu interior lhe disser para não fazer algo, fale alto e aja. Diga «não». Da mesma forma deverá dizer «sim» àquilo que considera válido.

Deve arriscar-se a não agradar aos outros, sem culpas, de forma a atingir a soberania espiritual.

32. Harmonia com épocas e ciclos

Sente-se mais sintonizado com as estações do ano, fases da lua e ciclos naturais.
Maior entendimento sobre o seu lugar no mundo. Uma forte ligação à Terra.

33. Desarranjos elétricos e mecânicos

Com você por perto, as luzes se apagam, o computador trava ou o rádio perde a sintonia.

Conselho: Chame os seus anjos ou guias para os arranjar, ou colocarem um campo protetor nas máquinas. Imagine o seu carro rodeado de luz azul. Aprenda a rir…

34. Aumento da sincronicidade

Se ocorrem muitos pequenos milagres… espere por mais!

Conselho: Situações sincronizadas dizem-lhe que está agindo na direção certa ou fazendo as escolhas acertadas.

O espírito usa a sincronicidade para se comunicar com você.
Começou a viver os milagres diários.
(Veja ponto 30)

35. Desenvolvimento das habilidades intuitivas e alteração de estados de consciência

Pensar em alguém e imediatamente saber desse alguém.
Mais sincronismo.
Ter percepções internas sobre padrões ou acontecimentos passados.
Ver o futuro, ter experiências fora do corpo e outros fenômenos físicos.
Intensificação da sensibilidade e do conhecimento.
Entender a sua própria essência e a dos outros.

36. Comunicação com o Espírito

Contato com anjos, guias espirituais e outras entidades divinas.
Canalizar informação.
Cada vez mais pessoas parecem estar recebendo esta oportunidade.
Sentir inspiração e obter informação, que toma a forma de escrita, pintura, idéias, comunicações, dança, etc.

37. Sentimento de Unidade.

Experiência direta de União.
Conhecimento transcendente.
Compaixão e amor por tudo o que vive.
Compaixão desligada ou amor incondicional por tudo, o que nos leva a mais altos níveis de consciência e júbilo.

38. Alegria e benção

Um profundo e permanente sentido de paz e acompanhamento.

39. Integração

Torna-se mais forte e mais leve emocional, psicológica, física e espiritualmente.
Sensação de alinhamento com o Eu Superior.

Sabe que está, finalmente, fazendo aquilo que o trouxe à Terra.
Novas aptidões e dons estão emergindo, especialmente os de recuperação da saúde.
A sua vida/trabalho está, agora, convergindo e começando a fazer sentido.
Vai usar, finalmente, todas estas aptidões.

Conselho: ouça o seu coração.

A sua paixão leva-o para onde deve estar.
Deixe-se ir e pergunte ao seu Eu Interior: «O que queres que eu faça?»
Preste atenção às sincronicidades. Ouça.

41. Sentir-se mais perto dos animais e plantas

Para algumas pessoas, os animais parecem ser mais «humanos» no seu comportamento. Os animais selvagens mostram menos medo. As plantas respondem ao amor e à atenção que você lhes dá, agora mais que nunca. Algumas até podem ter mensagens para você.

42. Visualização de seres de outras dimensões

O véu entre dimensões é cada vez mais fino, pelo que este fato não surpreende.
Mantenha-se no seu posto.
Dado que você tem mais poder do que imagina, não receie nada.
Peça ajuda aos seus guias, no caso de sentir que escorrega para o medo.

43. Refinamento da visão

Visão de formas mais verdadeiras das pessoas; visão de pessoas queridas com uma face diferente – vida passada ou vida paralela.

44. Manifestação física de pensamentos e desejos

Tudo isto passa a ocorrer de forma mais rápida e eficiente.

Conselho: Controle os seus pensamentos.
Pois todos eles são orações.

Tenha cuidado com o que pede.

45. Hemisfério esquerdo confuso

As suas habilidades físicas, o seu saber intuitivo, os seus sentimentos e compaixão, a sua forma de sentir o corpo, a sua visão, a sua expressão, todos emanam do lado direito do cérebro. Para que esta parte do cérebro se desenvolva melhor, o lado esquerdo do cérebro deve «abrandar».

Normalmente, a capacidade do hemisfério esquerdo de ordenar, organizar, estruturar, alinhar, analisar, rever, precisar, concentrar, resolver problemas e aprender matemática domina o nosso menos valorizado cérebro direito. Daqui resultam: lapsos de memória, colocação de palavras na seqüência errada, falta de habilidade ou falta de vontade de ler durante muito tempo, falta de concentração, esquecer-se do que ia dizer, impaciência com formas lineares de comunicação (áudio ou escrita), dispersão, perda de interesse em investigar ou em informação complexa; sentimento de ser bombardeado com palavras, conversas e informação. Relutância em escrever.

Por vezes sente-se «obtuso» e não tem interesse em analisar, viver discussões intelectuais ou investigar. Por outro lado, pode se sentir inclinado ao que tem significado: vídeos, revistas com fotografias, trabalhos artísticos, filmes, música, escultura, pintura, estar com pessoas, dançar, jardinagem, andar a pé e outras formas de esforço muscular.

Pode procurar informação espiritual ou até ficção científica.

Conselho: Se permitir que o seu coração e o lado direito cerebral o orientem, o cérebro esquerdo será ativado apropriadamente para o ajudar.

Um dia, estaremos bem equilibrados, usando ambos os hemisférios com maestria.

46. Vertigens

Isto acontece quando não está estabilizado.

Talvez tenha acabado de limpar uma grande carga emocional e o seu corpo esteja se ajustando ao seu estado mais «leve».

Conselho: «Aterre» comendo proteínas.

Algumas vezes, os «alimentos que consolam» são os certos.
Não rotule nenhum tipo de comida como boa ou má para si.
Utilize a sua intuição para saber do que necessita em dado momento.
Tire os sapatos e ponha os pés na relva, por uns minutos.

47. Quedas, acidentes, fraturas

O seu corpo não está estabilizado ou talvez a sua vida esteja desequilibrada.
Talvez o corpo esteja lhe dizendo para abrandar, examinar certos aspectos da sua vida ou a resolver certos bloqueios. Procure o significado da mensagem.

Conselho: Caminhe na terra ou na relva; ou melhor, deite-se na grama com um cobertor por cima.

Sinta a terra por baixo. Passeie na natureza. Abrande e preste atenção. Veja o que está a fazer. Sinta os sentimentos quando estes brotam.

Fique no presente.
Cerque-se de luz azul quando se sentir confuso.

48. Palpitações cardíacas

Um coração apressado geralmente é acompanhado por uma abertura.
Só dura alguns momentos e quer dizer que o coração está se equilibrando depois de uma libertação emocional.

Conselho: Consulte o seu médico ou terapeuta sempre que for preciso ou não se sinta bem.

49. Crescimento rápido de cabelo e unhas

Significa que está sendo utilizada mais proteína no corpo.

50. Desejo de encontrar o(a) seu(sua) parceiro(a) certo(a)

Mais que nunca, a idéia de que podemos ter uma relação ideal parece mais desejada.

Conselho: A verdade é que devemos ser o tipo de pessoa que queremos atrair.

Temos que gostar de nós e do lugar onde nos encontramos agora, antes de podermos atrair um parceiro mais «perfeito». O trabalho começa em casa: retenha o desejo por aquela pessoa no seu coração, mas sem apego. Espere que algum dia irá encontrar alguém que se ajuste mais a si, mas não mantenha expectativas de quem será e de como se passará.

Centre-se, antes do mais, em limpar a sua vida e ser a pessoa que quer ser.
Seja feliz agora.
Goze a vida.
Depois verá…

51. Memórias

Memórias de superfície, memórias de corpos, memórias suprimidas, imagens de vidas passadas e/ou vidas paralelas. Porque estamos a harmonizar e a integrar todos os nossos «eus», espere por alguma destas experiências.

Conselho: O melhor é prestar atenção só ao que lhe vem à mente.

Deixe o resto, não analise tudo ao pormenor (senão ficará atolado de material antigo) e sinta os sentimentos conforme eles forem aparecendo.



http://revolucaodosindigos.wordpress.com/2012/05/14/51-sintomas-do-despertar-espiritual/
Retirado do site: Revolução dos Índigos e Cristais

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Eu comigo mesma (o)

Eu pensei correr de mim, mas aonde eu ia eu tava!

 Quanto mais eu corria mais pra perto eu chegava. Escondendo eu me achava e me achava escondido.

 Eu só sei que quando penso que sei já não sei quem sou.

 Já enjoei de me achar no lugar que aonde eu vou eu tô. 

Tô pensando em tirar férias de mim mas eu também quero ir.

 Eu só vou se minha sombra não for, se ela for eu fico aqui.

 Um dia desses sonhando eu pensei: não vou acordar. 

Vou me deixar dormindo e levanto pra comemorar! 

E agora? 

O que que eu faço?

 O espelho me disse: só tem um jeito pro assunto. 

Não adianta querer morrer porque se morrer vai junto.

 Se correr o bicho pega mas se limpar o bicho some.

 Tem que desembaraçar o novelo da vida do homem! 

Eu pensei correr de mim mas aonde eu ia eu tava.

 Quanto mais eu corria mais pra perto eu chegava! 

(Juraildes da Cruz)

domingo, 5 de agosto de 2012

Intermediários não são necessários



Uma história antiga...Um jovem diabo vem correndo até seu chefe. Ele está tremendo e diz ao velho diabo: "Algo deve ser feito imediatamente, porque na Terra um homem encontrou a verdade! E urna vez que as pessoas conheçam a verdade, o que vai ser de nossa profissão?"

O velho diabo riu e disse: "Sente-se, descanse e não se preocupe. Tudo está sob controle. Nossa gente já está lá".

Mas o jovem disse: "Estou voltando de lá e não vi nenhum diabo".

O velho respondeu: "Os sacerdotes são minha gente. Eles já cercaram o homem que encontrou a verdade. Agora se tornarão os intermediários entre o homem da verdade e as massas. Vão erguer templos, vão escrever escrituras, vão interpretar e distorcer tudo. Pedirão ao povo que adorem e rezem. E em toda essa confusão a verdade será perdida. Esse é meu velho método, sempre deu certo".

Os sacerdotes que representam a religião não são seus amigos. São os maiores inimigos da religião, porque ela não requer intermediário. Entre você e a existência há uma afinidade imediata. Tudo que você precisa aprender é como compreender a linguagem da existência.

Você conhece as linguagens do homem, mas essas não são as linguagens da existência. A existência conhece apenas uma linguagem: a do silêncio.

Se você também for capaz de ficar silencioso, será capaz de entender a verdade, o sentido da vida, o significado de tudo aquilo que existe.

E não há ninguém que possa interpretá-lo para você.





Osho, em "Sacerdotes e Políticos: A Máfia da Alma"
Publicado no blog palavras de Osho

Osho, quais são os seus 10 mandamentos?


Você pergunta pelos meus dez mandamentos. Isso é muito difícil, porque eu sou contra qualquer tipo de mandamento. Todavia, só pela brincadeira, eu estabeleço o que se segue:

1. Não obedeça a ordens, exceto aquelas que venham de dentro.

2. O único Deus é a própria vida.

3. A verdade está dentro, não a procure em nenhum outro lugar.

4. O amor é a oração.

5. O vazio é a porta para a verdade, é o meio, o fim e a realização.

6. A vida é aqui e agora. Desfrute o presente, celebre!

7. Viva completamente acordado.

8. Não nade, flutue.

9. Morra a cada momento para que você possa se renovar a cada momento
.
10. Pare de buscar. O que é, é: pare e veja.


sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Oração Xamânica



Aceito as forças da natureza que guiam meus caminhos

Expresso a vontade do grande espírito em minha jornada

Revelo a pureza de minha alma nas trilhas de meu dia

Me uno aos espíritos da floresta e aceito seus sábios conselhos

Acolho a voz de meus ancestrais e aprendo a ouvir meu coração

Caminho com coragem e supero minhas provações

Confio na luz e me entrego ao amor


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

É nós Luiza, de novo !!!!!!



Conversações  Libertadoras

O Ashram “Sarva Mangalam” da Suddha Dharma Mandalam/São Paulo, convida a todos, iniciados ou não,  para um trabalho inovador denominado “Conversações Libertadoras” , uma forma de diálogo onde se aprende com a sabedoria do grupo.
A metodologia utilizada será a do CCA – Centro para Cura das Atitudes,  criado pelo psiquiatra Gerald Jampolsky, inspirado no livro "Um Curso em Milagres" e tem como objetivo ensinar uma forma espiritual de viver e conquistar a Paz Interior.
Constituído no total por 13 encontros semanais de grupo, aprenderemos que somos responsáveis por nossos pensamentos, sentimentos e ações. A cura acontece quando abandonamos o medo e escolhemos o Amor como a fonte de nossos pensamentos.

No de participantes:  16 por grupo

Local:  No próprio Ashram, que se encontra dentro do “Instituto Naradeva Shala”, rua Coriolano 169, bairro da Pompéia.
tels:  3862 7321 –  2638 1298

Datas: Quinta-feiras

Horário: das 17:30 às 19:30hs  e das  20:00 às 22:00 hs.  (2 turmas)

Início: 09 de Agosto/2012
Término: 22 de novembro/2012

Obs.: Estamos respeitando os feriados de 7 de setembro,
          12 de outubro e 2 de novembro, todos às sextas.

Valor:  R$ 120,00 por mês (por pessoa)
Inscrições com  a secretaria do Instituto “Naradeva Shala” , falar com a Aryânik ou Felipe.
   
Facilitadoras:

Luiza Lage (Savitri Dasika):
                 Graduada em Estudos Sociais e Psicologia.
                    Pós-graduada em Yoga pela uniFMU/SP.
                    Certificação em Biologia Cultural pela Escuela Matriztica de Santiago - Chile  2007/2010
       Instrutora do CCA – Centro para Cura das atitudes
                    Professora de Psicologia Ayurvédica e
                    Yoga do Instituto Naradeva Shala/SP.
                     Psicoterapeuta com larga experiência na
                     condução de grupos.
                    Autora do livro “A Arte de Cuidar e se deixar Cuidar” – um guia para integração bio-psico-espiritual.
Acharya  (instrutora) da Ordem Iniciática Suddha Dharma Mandalam.


Margareth Gonçalves (Ma Devi Dasika) :
                       “Gnana Datha Acharya”  (Instrutora Iniciadora) da Ordem Iniciática Suddha Dharma Mandalam.
                        Reconhecida com o título honorário de “Ashramacharya” pela Federação Internacional de Yoga.
                        Representante do SDM no “Parlamento das Religiões” da Argentina.
                       Trabalha com Yogaterapia especializada em Psicologia do Yoga.
                       Colaboradora da revista “Sexto Sentido”.
                      Formada em Pedagogia do Infra  dotado pela Universidade Presbiteriana Machenzie.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Eu já sabia...e você ?

"Não é mais possível dizer que não sabíamos", diz Philip Low


Neurocientista explica por que pesquisadores se uniram para assinar manifesto que admite a existência da consciência em todos os mamíferos, aves e outras criaturas, como o polvo, e como essa descoberta pode impactar a sociedade

Marco Túlio Pires

Epilepsia: especialistas estimam que 2% da população brasileira tenha a doença

Estruturas do cérebro responsáveis pela produção da consciência são análogas em humanos e outros animais, dizem neurocientistas (Thinkstock)

O neurocientista canadense Philip Low ganhou destaque no noticiário científico depois de apresentar um projeto em parceria com o físico Stephen Hawking, de 70 anos. Low quer ajudar Hawking, que está completamente paralisado há 40 anos por causa de uma doença degenerativa, a se comunicar com a mente. Os resultados da pesquisa foram revelados no último sábado (7) em uma conferência em Cambridge. Contudo, o principal objetivo do encontro era outro.
 Nele, neurocientistas de todo o mundo assinaram um manifesto afirmando que todos os mamíferos, aves e outras criaturas, incluindo polvos, têm consciência. Stephen Hawking estava presente no jantar de assinatura do manifesto como convidado de honra.

Divulgação

Philip Low: "Todos os mamíferos e pássaros têm consciência"

Low é pesquisador da Universidade Stanford e do MIT (Massachusetts Institute of Technology), ambos nos Estados Unidos.
Ele e mais 25 pesquisadores entendem que as estruturas cerebrais que produzem a consciência em humanos também existem nos animais.
 "As áreas do cérebro que nos distinguem de outros animais não são as que produzem a consciência", diz Low, que concedeu a seguinte entrevista ao site de VEJA:

Philip LowPhilip Low: "Todos os mamíferos e pássaros têm consciência"



Estudos sobre o comportamento animal já afirmam que vários animais possuem certo grau de consciência. O que a neurociência diz a respeito?
 Descobrimos que as estruturas que nos distinguem de outros animais, como o córtex cerebral, não são responsáveis pela manifestação da consciência.
Resumidamente, se o restante do cérebro é responsável pela consciência e essas estruturas são semelhantes entre seres humanos e outros animais, como mamíferos e pássaros, concluímos que esses animais também possuem consciência.

Quais animais têm consciência?
Sabemos que todos os mamíferos, todos os pássaros e muitas outras criaturas, como o polvo, possuem as estruturas nervosas que produzem a consciência.
 Isso quer dizer que esses animais sofrem.
É uma verdade inconveniente: sempre foi fácil afirmar que animais não têm consciência.
Agora, temos um grupo de neurocientistas respeitados que estudam o fenômeno da consciência, o comportamento dos animais, a rede neural, a anatomia e a genética do cérebro.
 Não é mais possível dizer que não sabíamos.

É possível medir a similaridade entre a consciência de mamíferos e pássaros e a dos seres humanos?
Isso foi deixado em aberto pelo manifesto.
 Não temos uma métrica, dada a natureza da nossa abordagem.
Sabemos que há tipos diferentes de consciência.
Podemos dizer, contudo, que a habilidade de sentir dor e prazer em mamíferos e seres humanos é muito semelhante.

Que tipo de comportamento animal dá suporte à ideia de que eles têm consciência?
Quando um cachorro está com medo, sentindo dor, ou feliz em ver seu dono, são ativadas em seu cérebro estruturas semelhantes às que são ativadas em humanos quando demonstramos medo, dor e prazer.
Um comportamento muito importante é o autorreconhecimento no espelho.
Dentre os animais que conseguem fazer isso, além dos seres humanos, estão os golfinhos, chimpanzés, bonobos, cães e uma espécie de pássaro chamada pica-pica.

Quais benefícios poderiam surgir a partir do entendimento da consciência em animais?
Há um pouco de ironia nisso.
Gastamos muito dinheiro tentando encontrar vida inteligente fora do planeta enquanto estamos cercados de inteligência consciente aqui no planeta.
Se considerarmos que um polvo — que tem 500 milhões de neurônios (os humanos tem 100 bilhões) — consegue produzir consciência, estamos muito mais próximos de produzir uma consciência sintética do que pensávamos.
É muito mais fácil produzir um modelo com 500 milhões de neurônios do que 100 bilhões.
Ou seja, fazer esses modelos sintéticos poderá ser mais fácil agora.

Qual é a ambição do manifesto?
 Os neurocientistas se tornaram militantes do movimento sobre o direito dos animais?
 É uma questão delicada.
Nosso papel como cientistas não é dizer o que a sociedade deve fazer, mas tornar público o que enxergamos.
A sociedade agora terá uma discussão sobre o que está acontecendo e poderá decidir formular novas leis, realizar mais pesquisas para entender a consciência dos animais ou protegê-los de alguma forma.
Nosso papel é reportar os dados.

As conclusões do manifesto tiveram algum impacto sobre o seu comportamento?
Acho que vou virar vegetariano.
É impossível não se sensibilizar com essa nova percepção sobre os animais, em especial sobre sua experiência do sofrimento.
Será difícil, adoro queijo.

O que pode mudar com o impacto dessa descoberta?
 Os dados são perturbadores, mas muito importantes.
No longo prazo, penso que a sociedade dependerá menos dos animais.
Será melhor para todos.
Deixe-me dar um exemplo.
O mundo gasta 20 bilhões de dólares por ano matando 100 milhões de vertebrados em pesquisas médicas. A probabilidade de um remédio advindo desses estudos ser testado em humanos (apenas teste, pode ser que nem funcione) é de 6%. É uma péssima contabilidade.
Um primeiro passo é desenvolver abordagens não invasivas.
 Não acho ser necessário tirar vidas para estudar a vida. Penso que precisamos apelar para nossa própria engenhosidade e desenvolver melhores tecnologias para respeitar a vida dos animais.
Temos que colocar a tecnologia em uma posição em que ela serve nossos ideais, em vez de competir com eles

Oleg, um Dasa Virtuoso !!!!

Queridos Dasas e Amigos,

Namaskaram,






Hoje estamos prestando uma singela mas real homenagem ao Dasa Virtuoso e amigo Oleg Orlow que alcançou seu Maha- Samadhi (passamento) na noite de 17 de Julho.
Será sempre lembrado com certeza com muito carinho e amor por todos nós !!!!!
Sua espontaniedade, sinceridade e constância serão sempre virtudes a serem lembradas por todos.....
Oleg é aquele Dasa que sempre refazia seus cursos alegando que por motivo de  um acidente , tinha a sequela do esquecimento e sempre que ele retornava eu dizia: Oleg, de novo ? e ele respondia: Ah Devi, eu sempre apreendo algo a mais !!!!!
Muito interessante seus apreendizados e ensinamentos também....
Oleg vem da Tradição Cigana e é por ela muito respeitado e reconhecido.
A toda família Orlow nossos mais respeitados sentimentos na certeza da felicidade alcançada por ele nesta remanifestação.

"Em nome do Sarva Mangalam Ashram do SDM desejamos a esta tão sublime alma que já livre das dores e pesares da vida terrena, entre em Glória e Bem- Aventurança ao reino de D'eus Pai Mãe."


                Incrível, olha aí a turma que já está em Badari Vana, fizeram até esta mesma sequencia ao Maha Samadhi. 

Com certeza ele já desfruta da presença e carinho de amigos também Dasas Virtuosos!
Sahntirasthu,

Margareth Gonçalves (Ma Devi Dasika),
Gnana Datha Acharya,