quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Passagem de ano.....minha receita pra todos nós !

É preciso estar presente , até que seja “Presente”.





Na passagem de ano entendo que o mais importante é o abraço, acompanhado dos mais sinceros desejos de que tudo que há de mais auspicioso em todo o universo nos envolva e afague como um abraço gostoso, nutrido no aconchego da paz profunda vinda do mais puro e sofisticado coração espiritual.


Para atrair coisas boas, faça coisas boas, você se surpreenderá com o que vai atrair, mas faça sempre com o coração livre e desinteressado, esta é a regra primordial!

Faça tudo o que seu coração mandar e pedir !!!!


Tire de sua memória seus melhores momentos de ser humano !


Faça as magias mais loucas e alucinadas se assim seus desejos pedirem !


Faça tudo por você !


Faça tudo com você! Consciente....


Elabore as suas verdades e seja verdadeiro!


Cante, Mantralize, Dance, Grite ! Faça alguma coisa !


Abstraia as fórmulas prontas e crie as de sua autoria !!!!


Seja o autor de sua própria vida ! de sua história !

DÊ MUITOS ABRAÇOS !!!!!

Seja Feliz !

Namaste, Namaste, Namaste,

Maga (Devi),




terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Yoga Journal Brasil - Final de Ano - (êba, eu estou aqui)....

Feliz Ano Novo !

Por: Thays Biasetti

Rituais para um 2011 próspero


Mais um ano termina.
 Mais um ciclo que se fecha.
 E não importa se 2010 foi bom ou ruim para você, o começo de um novo ano renova todas as esperanças de dias melhores.
 É a renovação, o começar de novo, a nova chance.
A professora de São Paulo, Renata Mendes, diz que “toda virada de ano é mais um ciclo que se fecha e mais um que começa.
Com isso, as pessoas usam esse período para refletir sobre tudo que aconteceu durante o ano, as promessas feitas e não realizadas, as promessas feitas e realizadas e o que se quer para esse novo ciclo que está entrando.
O próximo ano, segundo alguns astrólogos, estará mais tranquilo do que esse ano que passou.
Mas acredito que toda essa movimentação mundial que nos assusta tanto há alguns anos deve continuar como conseqüência das nossas ações de abuso com a natureza”, declara.






Segundo Margareth Gonçalves, ou Devi Dasika (nome iniciático), acharya e gnana Dhatha do Suddha Dharma Mandalam em São Paulo, a virada de ano em si, é apenas uma referência para contarmos história e registrarmos fatos de forma específica e pontual, mas podemos refletir sobre o seu significado e origem.
 O nome do mês de janeiro (Jano) representa o Deus de duas cabeças que olha para o passado e o futuro, representando os términos e começos.
“O momento exato da ‘virada de ano’, vai muito além de todos os excessos praticados por todos, na vã tentativa de afogar todas as frustrações, mágoas e a ânsia desesperada para que de alguma forma as coisas se transformem magicamente.
Este momento representa um instante para refletirmos sobre nossas ações, conquistas e fracassos, considerando cautelosamente todo o cenário e então curar as feridas, comemorar as vitórias, perdoar-nos, reconciliar-nos e assim, revigorados, seguiremos em frente mais sábios, mais fortes e confiantes”, diz Devi que acredita que as intenções prometidas pelas pessoas trazem mudanças no mundo.
 “Este momento é muito especial, pois graças a todas as previsões disponíveis, independente de serem verdadeiras ou não, grande parte do planeta se propõe a explicar, deter e propagar certas verdades, gerando até um relativo estresse com tanta informação.
Isso levará muitas pessoas a verdadeiras pesquisas e a reais e imutáveis descobertas.
 Como estamos a um ano de 2012, ano declarado como marco de uma nova era ou civilização, 2011 servirá de trampolim para a nossa transformação interior.
Muitos aproveitarão para se reciclarem em suas propostas de vida e como conseqüência mudarão suas freqüências vibratórias, transformando este planeta em esferas mais evoluídas.
Como não entendo e não aceito o termo “Involução”, 2011 nos fará melhores em todas as nossas tendências e possibilidades,” comenta.


Boas intenções


A esotérica Mon Liu, designer de interiores especialista em feng shui, concorda que a intenção de boas coisas para um próximo ano é essencial.
 “Existe uma magia no ar, um clima de alegria, esperança e fé.
 O simbolismo da virada o ano, época onde a energia positiva está no auge, é o momento propício para grandes mudanças.
Rever conceitos, mudar atitudes, dar um novo impulso na vida.
O autoconhecimento é a base da transformação, como planejar metas se nem sabemos onde focar?”, diz.


Camila Reitz, professora de Vinyasa Yoga de Florianópolis, acredita que atrair boas vibrações para o próximo ano depende de nossas atitudes e avaliações do que passou.
 “Podemos avaliar nosso ano que passou, sem sentimento de culpa em relação ao que não conseguimos concretizar.
Analisar os erros e aprender com eles”, diz. Para Camila, os rituais ajudam a manter o compromisso com os objetivos, a manter o foco em relação ao que queremos.
 “Isso é muito importante, pois na correria da vida acabamos esquecendo do que é mais importante,” comenta.
A professora também diz que devemos desejar o bem de todos para que estejamos felizes.
“Para que estejamos bem é necessário vibrarmos o bem de todos. É impossível ser feliz com pessoas sofrendo a nossa volta”, diz.


A astróloga Graziella S. Marraccini diz que o Ano de 2011 é regido pelo planeta Mercúrio e que na Cabala este planeta tem analogia com a Sefira de HOD, que é chamado também de Esplendor e Glória.
“Seu arquétipo tem analogia com o Deus Grego da inteligência, do pensamento e da comunicação.
Ele corresponde ao número 8 que é também o numero do infinito quando deitado.
Também corresponde às cartas do Tarô de número oito.
Os oitos são muito indicam a realização de negócios, boa comunicabilidade, viagens possíveis e bom aprendizado,” explica.
A esotérica Mon Liu diz que 2010 foi um ano positivo, estimulante e cheio de surpresas e que podemos esperar coisas boas para o próximo ano.
“Em 2011, a cor referência do ano é o verde em um tom mais iluminado.
 A vibração do “11” é considerado um número mestre de extremo poder e luz; representado pela cor dourada.
 A somatória 4 de 2011 resulta em materialização, concretização e raízes (firmeza de objetivos)”, comenta.


Atraia boas energias


Os rituais são bastante comuns nessa época do ano, por causa do que representam.
“Todo ritual serve para entendermos conscientemente que um ciclo se fechou e um outro está começando. Da mesma forma que fazemos rituais quando nascemos, entramos na faculdade, casamos, isso é uma forma de assimilação.
 Na chegada de um novo ano é importante saber deixar para trás o que você não quer levar, como certos comportamentos, emoções, mágoas, e colocar a intenção no que se quer da vida.
 Sankalpa é a intenção que você quer colocar no seu ano, mesmo que seja no começo, nessa virada, pois estamos com energia de um iniciante, com paixão para viver.
 É para você se lembrar o ano inteiro o que te motiva durante o ano.
 E como todo começo de alguma coisa, precisa ter um objetivo, então, pensar qual é o objetivo desse ano que começa, fazer com que sua vida realmente valha a pena”, diz Renata.
Devi explica que “estas atividades estão fundamentalmente baseadas na reflexão e ao refletirmos trazemos à tona questões que discutem como estamos agindo e o que está acontecendo como conseqüência; como gostaríamos de agir e ainda não conseguimos controlar; o que estamos fazendo para atingirmos nossos objetivos.
Com tudo isso realinhado em nós, poderemos então realizar nossos rituais, mentalizações, meditações, sankalpas que com certeza irão proporcionar-nos uma dose extra de energia que facilitará os nossos propósitos, lembrando sempre da continuidade e da perseverança dos mesmos”, diz.


A professora Renata também explica que não precisa ficar obcecado com rituais indicados pelas pessoas, pois eles estão contidos em nosso dia a dia.
 “Rituais são ações que fazemos com um intuito específico, tornando-o sagrado.
 Podemos tornar cada uma de nossas ações sagradas.
Podemos atrair coisas boas fazendo as ações corretas.
Toda ação gera um resultado, mérito ou demérito. Se você faz uma ação dharmica, correta, isso gera mérito (punya).
Quando se faz uma ação não correta, ou inapropriada isso gera demérito (papa).
É uma equação muito simples e de responsabilidade.
Quando acontece coisas boas conosco sabemos que é mérito, por um acúmulo de ações dharmicas.
Por isso, agradecer todas as pessoas especiais a sua volta é reconhecer sua vida dentro do dharma, em equilíbrio com o Universo.”, explica.


Para você atrair energias positivas para o próximo ano, os especialistas indicaram alguns rituais para o Reveillon para todos os gostos.
 Escolha o seu.

Camila Reitz recomenda um mantra da paz para a virada do ano.
“Recomendo cantar Mantras de Paz.
Om sahana vavatu (veja o mantra completo no final da matéria). Este é um mantra para o bem de todos.”


Shanti Mantra


Om Sahana Vavatu Sahanau Bhunaktu


Sahaveeryam Karavavahai


Tejas Vinavati Tamastuma vidhwishavahai


Om Shanti Shanti Shantihi



Renata Mendes diz que existem várias coisas que podem ser feitas, em diferentes tradições.
Nas tradições africanas, sempre oferecemos flores em água corrente para Iemanjá para proteção.
Usar branco é uma cor de pureza, onde você começa seu ano com essa intenção de pureza de corpo e alma.
 Dentro da tradição do Tantra, toda vez que queremos fechar e começar um ciclo, fazemos um ritual oferecendo sete amêndoas em água corrente para os planetas e jogamos um coco de costas para essa água corrente para levar tudo o que não queremos mais, depois não olhamos para trás.
Dentro da tradição védica, há vários tipos de rituais, para cada tipo de coisa.
Qualquer ritual que se faça com o coração sem nenhum pedido específico, o mantém sereno para que todas as suas decisões sejam de acordo com o dharma.


Devi Dasika diz que para começar um ano novo bem é necessário se perdoar por tudo, depois perdoar a todos por tudo.
 “Agora reconcilie-se, afague-se, observe sua jornada até aqui, veja quantas vitórias e outras tantas realizações você conseguiu conquistar.

Nossa quem diria.., aqui está você ! Agora olhe para frente e sinta este frescor de despertar, de poder começar neste novo ciclo com confiança, certeza e esperança que todas as nossas aspirações justas e necessárias caminhem em nossa direção, basta somente ficarmos atentos e abrirmos os braços para recebê-las carinhosamente.

Temos que aprender de uma vez por todas a sermos receptivos com as boas novas que o universo sempre nos traz.
Deus é Abundância, Deus é Felicidade, Deus é Infinito....

Estamos Nele e Ele está em nós, portanto somos prósperos tanto quanto Ele!
Abra seu coração e deixe definitivamente a energia da “Roda da Fortuna” entrar em sua vida trazendo movimento a ela”, ensina.

Imagine a chegada do ano como uma grande onda de energia que percorre o planeta levando “toda” a humanidade ao movimento de comoção pela paz, amor, prosperidade, saúde... Aquela dose extra de energia , SERÁ potencializada por esta onda. Sempre “juntos” faremos a diferença!


Em relação ao mantras, Devi diz que de modo geral os mantras não sustentam estas funções com datas específicas; todos são extremamente auspiciosos, independente da freqüência que sintonizam.
“Veja, o simples fato de sabermos este ou aquele Mantra, seus objetivos ou atribuições, sempre será um bom Mantra para você.
 Mas se você quiser recitar mantras, estes trazem muita paz (com a permissão dos Mantrans Iogues) DHANIAVA DHANIAVA DHANIAVA ANANDA.
 E este, Shanti Shanti Dhaniava.
Ou até, Ananda, Ananda, Ananda, Anandaaa.
Aí vocês irão questionar:
Mas para ser Mantra não precisa começar com o Pranava Universal OM?
 Ao que responderei: e precisa?”, diz Devi.


A astróloga Graziella também dá dicas para a passagem:

Na noite do Réveillon, prepare uma vela amarela em um prato branco sem uso.

Escreva em um papel branco – à lápis –o nome do Arcanjo (Gênio Cabalístico) que rege o planeta Mercúrio, Mikael, (ou Miguel), também chamado de Perfeito em Deus.
 Mercúrio, o mensageiro dos Deuses rege a poesia, a música e a astronomia e estimula a vontade de obter conhecimento.

Em seguida escreva seus desejos para 2011, salientando aqueles voltados para o comércio, trabalho, comunicação, estudos e aprendizados, e finalmente as viagens.
Peça também saúde para os órgãos respiratórios que são regidos por este planeta.

Agradeça a ELOHIM TZABAOT (Deus das Legiões do Bem e da Concórdia)

Escreva em seguida seu nome.
Coloque o papel sob a vela e a acenda alguns minutos antes da meia noite.
Deixe a vela queimar por inteiro e no dia seguinte de manhã, recolha as cinzas e jogue-as na terra, em um jardim ou em uma praça.

Vista uma roupa amarela clara e use ouro (evite a prata).
Roupas coloridas também são adequadas à energia de Mercúrio: abuse das cores pastel.
 Você pode enfeitar a mesa com flores amarelas, especialmente margaridas.


Mon Liu indica alguns rituais para atrair coisas boas:

A primeira providência para entrar nesta sintonia positiva é tomar um banho com sais aromáticos.
Molhe o corpo primeiro com água, passe o sal a partir do pescoço e deixe a cabeça livre.
 Deixe por cinco minutos, depois tome um banho da cabeça aos pés, visualizando que as impurezas e as lembranças ruins saem junto com a água.


Faça uma faxina completa.
 Dê, doe, jogue fora, conserte tudo que não usa, não serve mais, está parado ou quebrado.
A mudança pode começar por uma gaveta, respeitando os seus parâmetros: velocidade, ritmo, momento. Administre melhor o seu tempo, não deixe que as inúmeras atrações o desviem dos objetivos.
 Tarefa difícil...

Coloque na agenda as prioridades e numere.
 No final do dia, veja o que realizou.
 Este feedback é muito importante para o seu autoconhecimento.
 Coloque um acessório ou um objeto que simbolize a meta que pretende atingir em um local visível: ele vai simbolizar o seu sonho para 2011.

Feche os olhos, sinta a sua casa ou local de trabalho.
 Quais são as prioridades, pensa no plano B?
 Está feliz atualmente?
 Arranje arruda fresca, macere e deixe em água filtrada por um dia inteiro.
 No dia seguinte, coe, coloque num borrifador e pulverize em todos os ambientes do seu lar.
 Ao mesmo tempo, pense em uma intenção positiva para a casa ou faça uma oração que venha da sua alma.

Pular sete ondas, guardar as sementes de romã na carteira, comer lentilhas; tudo funciona se você compra a ideia.
A intenção é que move montanhas.
Crie dentro da sua casa ou local de trabalho um cantinho zen.
Tenha um diário de insights, anote tudo que servir de inspiração, frases, imagens, fotos, lembranças de eventos.
O mais importante: viva cada dia no presente, curtindo aquele momento único e especial como se fosse o último...

Faça exercícios físicos, medite, entre em conexão com o seu Deus interior.
 Aprimore sua espiritualidade.
Trabalhe o equilíbrio com doçura.
Tenha plantas e vegetais em casa.


Fontes:

Camila Reitz
www.devi.com.br

Renata Mendes
http://actveda.blogspot.com/

Margareth Gonçalves
http://devidasika.blogspot.com/

Mon Liu
http://facebook.com/monliu1

Graziella S. Marraccini
http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=04211

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Paz !!!!!

Muitos trabalharam pela Paz !
Muitos trabalham pela Paz !
Eu trabalho !
E você , faz o quê ?????
Cada um fazendo o seu cadinho, contribuindo com a sua parte, faremos parte daquele núcleo dos que ajudaram a edificar um mundo melhor.
Seja a diferença !!!!
Movimentando este ciclo de alguma forma, não importa em que nível, estancia ou estágio desta evolução, mas faça algo !!!!










domingo, 26 de dezembro de 2010

Roberto Carlos, como todos os anos....

Choro muito todos os anos quando assisto o show do Roberto !
Mas este ano foi incrível !!!! máquina do tempo messsmo !!!!!
Oh saudade boa...
Depois de assistir um  mega  programa do Luciano Huck, meus D'euses !!!!!
A Globo caprichou no emocional....
Bem, tá aí pra conferirmos juntos.....olha que eu choro tudo de novo!

sábado, 25 de dezembro de 2010

NATAL DIGITAL

Sensacional !!!!!
Brigadaaa mana, to dividindo com todos !!!!!
Amei !!!!

Christmas

Chris, minha amiga querida, adorei seu vídeo !!!!!
Estou dividindo com todos meus amigos tbm !!!!!!


O nosso "Wolff "de papai noel (saudadiii)

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Inacreditável ! Sensacional !!!!

Eu também quero !!!!
Ui !!!!







Feliz 2011 !!!

Desejo a todos com força de intenção,







Que a Mãe Divina e Ancestral "Sri Yoga Devi" nutra nossos caminhos com Pura Radiancia de Amor e Luz, sempre nos envolvendo com suas Bençãos !"



Boas Festas e um Excelente 2011 !



Shantirasthu,
Margareth Gonçalves (Devi Dasika),
Acharya e Gnana Dhatha do SDM,

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Agradecimento....muito feliz !!!

Sob as Bençãos de "Litha",


Sob as bençãos da "Lua Cheia",

Sob as Bençãos da "Mãe Divina", Sri Yoga Devi !



Agradeço as Deusas por mais um "bem" conquistado !

...Um sonho realizado !!!!!



Jaya! Jaya! Jaya!

Momentummm.....

Olimpíadas 2016 !!!!

Brasil, Rio de Janeiro !!!!!!!




Conheça um pouquinho o nosso Brasil!!!!!

sábado, 18 de dezembro de 2010

A Arte de Amar !

Autor: Erich Fromm
(resumo)



Para o psicanalista Erich Fromm (1900-1980) os seres humanos têm a tendência natural a pressupor que amar é uma coisa fácil, pelo que buscamos ser amados antes que amar.

Segundo Fromm, a capacidade de amar só se adquire plenamente na madurez pessoal: O amor infantil diz: Te amo porque te necessito (o qual é um afecto egoísta); mas o amor maduro expressa: Te necessito porque te amo.

Segundo o reconhecido psicanalista existem vários tipos de amor que convém classificar na seguinte sequência:

-Amor filial: É o vínculo que unifica o núcleo familiar mediante as relações frutíferas entre pais e filhos.

-Amor materno: É a aceitação incondicional onde a mãe ama o seu filho sem depender de nenhum mérito nem qualidade que influa na sua determinação em acolher e cuidar de seus filhos.

-Amor paterno: Baseia-se na condição dentro da qual o filho cumpra ou obedeça às normas de comportamento estabelecidas pela autoridade do pai, que o protege e motiva o filho a pôr em prática a sua capacidade de lealdade, respeito e responsabilidade necessários na vida adulta.

-Amor a si mesmo: consiste numa adequada valoração da nossa auto-estima sem a qual é impossível estabelecer qualquer tipo de apreço pelas pessoas que nos rodeiam.

-O Amor romântico: É a atracção física e mental que produz uma compatibilidade de sentimentos entre duas pessoas do sexo oposto, o que gera uma relação de reciprocidade entre o casal que os liga num compromisso que mais tarde deriva num lar compartilhado.

-O amor neurótico: Existe, não obstante algumas falsas concepções do amor que deveríamos identificar para evitar manter relações humanas que afectem a nossa saúde integral, pelo que Fromm recomenda de evitar obsessionar-se com uma pessoa em particular -amor idolátrico- que reduz o nosso suposto amor a uma simples dependência psicológica que gera uma profunda pena, frustração e desilusão.


Por último Erich Fromm recorda que amar é a acção de dar a vida sem reservas enquanto que o egoísmo mata a vontade da pessoa que deseja receber o que não é capaz de gerar em qualquer pessoa (Aqui aplica-se perfeitamente a lei da reciprocidade onde mais bem-aventurada coisa é dar que receber).

Se uma coisa aprendi da leitura deste livro é que a arte de amar é o empreendimento mais importante a que podemos aspirar nesta vida. Sim, como uma planta, o semeamos através da confiança e empatia, o regamos com carinho e perseverança e o cultivamos com o conhecimento mais íntimo das pessoas que amamos.

Namaste !

Queridos Dasas e Amigos,



Nesta terça-feira próxima, dia 21 de dezembro, ás 20hs, estaremos comemorando nosso último "Purnima Puja" (festival da Lua Cheia) deste ano de 2010.


Com este festival encerraremos nossas atividades do Ashram "Sarva Mangalam" do Mandalam do SDM este ano !


Com a certeza absoluta de que 2011 será um ano de muitas conquistas e realizações,


Desejo a todos excelente festas de final de ano e uma inimaginável mas totalmente realizável entrada de Ano Novo !

"Sejamos todos sempre muito felizes !!!"

Chuva de Bençãos sobre todos nós,
Beijos de Luz no coração de todos,
Muitas cores em nossas vidas,

Shantirasthu, (paz pra todos)
Dharmameva Jayathe, (que a Lei Divina aconteça)
Namaste, Namaste, Namaste,

Margareth Gonçalves (Devi Dasika)
Ashramacharya e Gnana Dhatha,

Para um dia mais feliz ! O PRINCÍPIO 90/10

Retirado do Blog "Espiritismo Cristão".





Um Princípio é algo que é observado na natureza e que é transmitido na forma de uma hipótese, uma teoria.


É preciso que muitas pessoas o experimentem, que realizem testes e que comprovem para si mesmos os resultados.


Isso dá ao experimentador a certeza íntima de que o princípio é verdadeiro, que está submetido à uma Lei geral, como a gravidade, por exemplo.


Vale a pena tentarmos aplicá-la e passarmos adiante!


Que princípio é este?Através deste argumento , dez por cento de nossa vida está relacionadacom o que se passa conosco, isto é com os acontecimentos involuntários, imprevisíveis, imponderáveis.


Os outros noventa por cento dependem da forma pela qual reagimos ao que se passa conosco.


O que isto quer dizer? Realmente, nós não temos controle sobre 10% do que nos sucede.


Não podemos evitar que o carro enguice, que o avião atrase, que o sinal fique vermelho, que uma doença crônica comece a se desenvolver, reduzindo a nossa liberdade de movimento...


Mas, somos nós quem determinareos oss 90% restantes de nossa vida. Como?


Com a nossa reação. Ela sim, abrirá muitas possibilidades de fatos novos.


Um exemplo corriqueiro na vida de um executivo, de 35 anos, que mora no Rio de Janeiro.


Ele está tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, adolescente, ao pegar a xícara, deixa o café cair na sua camisa branca de trabalho. Ele não tem controle sobre isto.


Não pode evitá-lo. São os 10 por cento imprevisíveis.


O que acontecerá em seguida será determinado pela reação de um homem de classe média, sensato, razoável em suas ações programadas, mas que pode ter em um instante, uma reação rápida e impensada.


Isto são os 90 por cento evitáveis. Então, o executivo se irrita. Repreende severamente sua filha e ela começa a chorar. Ele censuara também a esposa por ter colocado a xícara muito na beira da mesa...E acontece, a paritr dali uma verdadeira batalha verbal. Contrariado e resmungando, o homem vai mudar de camisa. Quando volta, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo a van que a levaria para a escola. A esposa vai pro trabalho, também aborrecida, pois acha que a reação do marido foi desproporcional.


Ele, então, tem de levar a menina de carro para a escola. Como está atrasado, dirige em alta velocidade e é multado. Depois de 15 minutos de carro parado, uma discussão com o guarda de trânsito e uma multa, os dois chegam à escola, onde a filha entra, sem se despedir de pai.


Ao chegar atrasado ao escritório, o executivo percebe que esqueceu de sua maleta.


Um dia daqueles? Lei de Murphy? Seu dia começou mal e parece que ficará pior.


Você fica ansioso pro dia acabar, as horas se arrastam, toma café, o estômago dói. Às 19 horas, após um trânsito horrível, o homem chega em casa. No meio to tumulto, os problemas do dia, o incidente da manhã já está, para ele, quase esquecido. Entra, querendo descanso, mas sua esposa e sua filha estão sérias, em silêncio e frias com ele. Que fazer?


Ele pára e pensa: Por quê?


Por causa de sua reação ao acontecido no café da manhã.


Pensa então : por quê seu dia foi péssimo?


A) por causa do café?


B) por causa de sua filha?


C) por causa de sua esposa?


D) por causa da multa de trânsito?


E) por sua própria causa?


Conclui que a resposta correta é a E.


O executivo, bancário, corretor, administrador, gerente, não teve como evitar o derramamento do café na sua camisa (10%), mas o modo como ele reagiu naqueles 5 minutos após ter-se levantado naquela manhã foi o que deixou seu dia ruim (90%).


Há outra possibilidade:O café cai na camisa daquele pai de família. Sua filha começa a chorar. Então, gentilmente ele diz a ela:


" Filha, não tem importância. Papai não se queimou e pode trocar a camisa, está bem? Mas vamos combinar todos de ter mais cuidado, ok?"


Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, o pai volta, olha pela janela e vê sua filha pegando a van escolar. Dá um sorriso e ela retribui, acenando com a mãozinha.Que diferença! Duas situações iguais, que terminam muito diferente.


Por quê? Porque os outros 90% são determinados por nossa reação.


Aqui temos um exemplo de como aplicar o Princípio 90/10.


Se alguém nos diz algo negativo, não levemos tão a sério. Não deixemos que os comentários negativos nos afetem tanto. Não sejamos joguetes do que chamamos destino. O nosso futuro próximo, o decorrer de um simples dia, pode ser muito diferente se cultivarmos a tranqüilidade, a oração da manhã, a paz...


Nossa primeira reação será refletida em todo o nosso dia. Como reagir a alguém que nos atrapalha no trânsito? Ficaremos transtornados? Por que? Pela pressa? E o resto do dia? Nossa saúde e a de nossa família não valem mais que quinze minutos? Golpear o volante? Xingar? Aumentar as batidas do coração e a pressão subir? O que aconteceria se o executivo perdesse o emprego? Por quê perder o sono e ficar tão chateado? Isto não funcionará.


Usemos a energia da preocupação para refazer o nosso Curriculum e encontrar um outro emprego, sem auto-piedade.


O mundo não espera nossa aflição passar para continuar girando.


Se nosso vôo ou o nosso ônibus está atrasado, se vai atrapalhar a nossa programação do dia, por quê manifestar frustração com o funcionário da companhia? Ele não pode fazer nada.


Usemos então o tempo para ler, fazer contatos, conhecer os outros passageiros. Estressar-se, entrar em "função turbo" no coração, só pode agravar os acontecimentos.


Conhecendo o Princípio 90/10, utilizemo-lo!


Ele nos surpreenderá com os resultados e nós certamente não nos se arrependeremos de empregá-lo, como se estivéssemos num jogo. Num grande show, num big reality-show da vida. Será até divertido. Às vezes riremos à toa e as pessoas nem entenderão por que estaremos rindo diante de um aparente revés da vida.


Milhares de pessoas estão sofrendo de um estresse, uma pressa, uma luta, uma fuga, ma tensão, que não tem sentido. São sofrimentos antecipados, problemas que ainda estariam por vir, dores de cabeça a respeito de possibilidades ainda não ocorridas, tudo fruto de um pessimismo moderno, espalhado sabe-se lá por quem.


Todos devemos conhecer e praticar o Princípio 90/10.


Pode mudar a nossa vida!!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Yoga de Jesus

Que Maravilha !!!!!
Viram?
Tudo pode dar certo !!!!!
Basta querermos !!!!!

Bhávana !!!! A união de todos no mais puro AMOR !!!!!!
Conseguiremos, tenho certeza disto !!!!!


O LAÇO E O ABRAÇO

Autor: Mário Quintana






Meu Deus! Como é engraçado!

Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando voltas.

Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o...laço.

 É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.

 É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando...devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.

Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.





E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então, é assim o amor, a amizade.

Tudo que é sentimento.

 Como um pedaço de fita.

Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.

Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.

E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.

E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.

Então o amor e a amizade são isso...Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
 
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

domingo, 5 de dezembro de 2010

Candomblé !!!!

É só chamar que vamos !!!!!
Lembram da matéria que inclui em meu Blog sobre o "Candomblé Vip" ?
Pois então, fomos convidados e lá estivemos !!!!!
Ma-ra-vi-lho-so !!!!!!
Parabéns Marcio, seu trabalho é digno de todos os elogius !!!!!
As fotos dizem o todo !!!!!
Saída de Santo de "Oxum" e festa de "Iansã"....

Um presente dos D'euses neste final de ano !!!!!!!





Ashram Sarva Mangalam - Suddha Dharma -

Iniciação da pequena Giovanna Aila!!!!!
Mais festa em nosso Ashram !!!!!
Linda, como sempre, chorou muito !!!!! kkkkkk
Fofa da tia Devi !!!!

Jazz

Pessoas lindas,
Lembram que eu convidei todos pra irem numa apresentção de "Jazz" ?????
Então, eis aqui algumas fotos !!!!
Confiram, logo mais teremos mais !!!!
Vale muito a pena !


Eu , Henry e Kess




Os Encantados...

Já no chorinho, final....
 

Bruxas da Lua Cheia

Simplesmente pirei nesta música !!!!!
Adorei !!!!!

Retirei da Internet e tbm consta no Blog de "Luna de Haya" chamado "A Grande Teia das Filhas da Lua".


sábado, 4 de dezembro de 2010

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Mandela - É sempre bom lembrar.....

Cultivando Prana

Escrito por Robert E. Svoboda
Traduzido por: Aline C. Vale*





Seja você quem for e onde quer que viva, você vive a vida bem quando vive no ritmo correto.

Force seus caminhos pela vida e a vida irá desgastá-lo; demore muito para caminhar e sua vida irá paralisar.

Encontre seu ritmo adequado, e caminhe conforme este, e a sua existência irá naturalmente elevar um caminho para você.

A vida requer de cada um de nós uma caminhada prudente, um passo que faça cada partícula de nosso ser ressoar harmonicamente.

 Alguns de nós seguimos esta caminhada com muito esforço, e alguns poucos entre nós já são nascidos prontos para deslanchar.

 Mas muitos de nós caminhamos em falso como se tivéssemos dois pés esquerdos, tentando em vão intelectualizar a caminhada pela vida, quando tudo que a vida nos pede é que deixemos que nosso prana faça nossa jornada por nós.

Prana é a energia que impulsiona a vida, o poder que anima o corpo, que reaviva a mente, que estimula a alma.

Prana é a inspiração, a base e a tenacidade da vida, é a mão firme que guia o leme da vida, a voz sábia do conselho correto, o chamado para a saúde e harmonia que anseia em tornar nossos corpos em porto-seguros, onde poderemos tomar refúgio das tempestades e agitações do mundo moderno.

 O prana está em trabalho a todo instante, em todas as células de todo organismo vivo, procurando sempre nos liberar das doenças e nos afirmar na saúde – mas é somente naquelas poucas pessoas que são geneticamente destinadas a serem saudáveis, que o prana regularizar-se naturalmente.

 O restante de nós deve aprender como cultivar o prana.

Pranayama, o “controle” ou “normalização” do prana, é o princípio central das muitas vertentes da yoga oriundas da antiga Índia.

O bom gerenciamento do prana é essencial para aqueles que procuram seguir o caminho da Yoga Ashtanga – a yoga dos "oito-ramos" de desenvolvimento pessoal, sistematizada pelo antigo profeta Patanjali. Patanjali ensinou que “yoga é o controle das inconstâncias da mente” (yogas chitta vritti nirodhah), procurada para controlar essas inconstâncias através do controle da respiração, o qual quando praticado corretamente, promove o prana admiravelmente.

Infelizmente, desde a época de Patanjali, muitos estudantes e professors de yoga têm correlacionado, de forma descuidada, o pranayama com períodos extra-longos e forçados de segurar a respiração, o que na verdade pode danificar o corpo.

O pranayama sábio começa com observação.

Quando você movimenta seu corpo, com que freqüência se questiona o que ocasiona o corpo a se mover?

 Quando você se exercita, você exercita seus músculos somente ou também a força que os impulsiona?

Você se limita somente à postura física quando pratica uma asana, ou você a pratica em nível energético também?

Um bom primeiro passo para administrar o prana eficientemente é estar atento à sua postura energética, como são seus hábitos de preservar e utilizar sua energia.

Entenda sua relação natural com o prana e ganhará conhecimento sobre qual método de promoção de prana trabalhará de forma mais eficiente e prática para você.

 A manipulação correta do prana é metódica, e os rishis, sábios da Índia que dedicaram grande parte de suas vidas examinando as muitas facetas do paradox que é a vida, propuseram uma variedade de métodos que estimulam o prana a seguir um ritmo equilibrado.

 Eles recomendaram que no início, usemos os princípios do Ayurveda, a ciência da vida da Índia, para balancear vata, pitta e kapha, os três princípios de energia dos seres em corpo físicos / encarnados.

Esses Três Doshas, quando fora de balanço e em conflito entre si mesmos, provocam o aparecimento de doenças, e quando ensinados a como cooperar entre si, trabalham auxiliando o organismo.

 Quando os Três Doshas esforçam-se a um estado de amizade e harmonia, eles servem para fortalecer o agni, ou tejas, o fogo da transformação que nos permite alimentar e nutrir a nós mesmos.

 Um fogo digestivo potente digere habilmente o prana que consumimos através de nossa respiração e através de nossa comida, e um agni e prana potentes facilitam o desenvolvimento de ojas, o puro “suco” que faz viver valer à pena, unificando corpo, mente e espírito e nutrindo a imunidade das doenças.

Tejas e Ojas fortes em um corpo fornecem ao prana, um bom assento (asana) onde se estabelecer.

Um prana bem instalado nos fornece a claridade intuitiva que precisamos para realizar todas nossas ações precisamente, corretamente, com propósito, determinação e entusiasmo.

Tal corpo se movimenta não por obrigação mas pela alegria do movimento, que é a natureza do prana.

Um prana bem instalado aumenta de forma imensurável nossa habilidade de realizar qualquer postura de yoga (asana).

 O prana tornando-se cuidadosamente estável através da prática de asanas, afirma o corpo em boa forma para a prática do pranayama, o que pode promover o controle dos sentidos e da mente.

Respiração, prana e mente são mutuamente e inseparavelmente relacionados; cultivando bem um deles, os outros dois irão manter-se em ordem. Enquanto muitos yoguis praticam exercícios de respiração para desenvolver prana e mente, outros praticam meditação para normalizar a respiração e o prana.

Alguns praticam Svara Yoga, controle do prana e da mente, através de canção, e alguns alinham respiração, prana e mente através de inabalável devoção ao Divino.


Podemos dizer que Devoção é um método supremo para controlar o prana, assim como a fé é a solução suprema para a doença.

Uma fé poderosa pode transformar qualquer placebo em uma medicina eficaz, assim como certamente, a dúvida pode tornar ineficaz o mais potente dos remédios.

 Enquanto a devoção implícita à Realidade na prática de yoga pode compensar possíveis desalinhamentos, não há nível de habilidade técnica em asanas o suficiente, que irá conter as inconstâncias da mente, quando a mente está atormentada pela dúvida.

Devote-se a compreender e promover seu prana, e cada um de seus capilares (nota do tradutor: cada uma de suas células) irá em breve expandir-se em pura alegria e vitalidade.

Aprenda a ritmar seu prana, e então seu corpo e mente irão automaticamente entrar em balanço.

Dedique sua prática de yoga para facilitar e reforçar o fluir do prana pelo seu ser, e gradualmente seu prana passará a direcionar sua prática de yoga. Trate o prana com o devido respeito, e você se encontrará exatamente no centro do fluir da vida.

Copyright © 2000


Robert Edwin Svoboda



Dr. Robert E. Svoboda (Ayurvedacharya) B.A.M.S. (USA) - Formado em Medicina Ayurveda e Cirurgia, na Universidade de Pune em 1980, recebeu assim o titulo de Ayurvedacharya (B.M.A.S.).
É o primeiro Ocidental a se formar em uma faculdade de ayurveda (1980) e assim ser licenciado para a prática do ayurveda na Índia.
Viveu na Índia de 1973-80 e 1982-86. Neste tempo teve contato permanente com o seu mentor Vimalananda Aghori que o tutelou em ayurveda, yoga, jyotish (astrologia), tantra e outras disciplinas.
Em junho de 1973 foi o primeiro membro branco a ser iniciado na tribo Pokot no norte do Quénia.
 De 1975-80 venceu todos os prêmios de excelência acadêmica em ayurveda na Universidade de Pune incluindo o premio Ram Narayan Sharma. Desde 1985 viaja o mundo realizando palestras, ministrando consultoria ensinando e escrevendo.
 Faz parte do corpo docente como professor adjunto do Instituto do Dr. Vasant Lad, no Novo México e da Universidade Bastyr, Kenmore, WA. Autor dos livros: The Hidden Secret of Ayurveda (1980), Prakriti: Your Ayurvedic Constitution (1988), Ayurveda: Life, Health and Longevity (1992), Tao e Dharma Tao and Dharma (com co-autor Arnie Lade) (1995) este com edição em português e Ayurveda para Mulheres, Ayurveda for Women (1999). É autor de diversos outros livros sobre hinduismo, tantra, astrologia etc.
Dr. Robert Svoboda é sem sombra de dúvida a maior autoridade ocidental do ayurveda. http://www.drsvoboda.com



Aline C. Vale*


Tradutora do texto, é aluna de Ayurveda no Instituto Naradeva Shala, turma 2010.